Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Recife ganha “voluntariômetro”

Aparelho que computa as horas dedicadas ao trabalho voluntário foi instalado no centro da capital pernambucana e é inspirado no "impostômetro" de São Paulo

A cidade de Recife ganhou no dia 03 de julho o primeiro “voluntariômetro” do Brasil. Trata-se de um painel de sete metros de altura que contabiliza, em tempo real, o número de horas dedicadas ao trabalho voluntário na cidade.

O aparelho foi implementado em Recife pela prefeitura da cidade e instalado na Avenida Agamenon Magalhães, na Ilha do Leite, por onde passam aproximadamente 90 mil veículos todos os dias. O objetivo é inspirar todos os cidadãos que passam por lá a dedicar parte de seu tempo a atividades filantrópicas.

A iniciativa do voluntariômetro é do projeto Transforma Recife, uma plataforma online que conecta organizações beneficentes e pessoas dispostas a trabalhar como voluntárias. Com o cadastro de pessoas físicas e dessas organizações, o Transforma Recife une quem precisa de ajuda a quem quer ajudar. As instituições cadastradas divulgam no site vagas e oportunidades nas quais há carência de mão-de-obra, oferecendo um “cardápio” de funções para aqueles que querem colaborar.

O voluntariômetro surgiu de uma ideia de Fábio Silva, coordenador da Plataforma Transforma Recife. Em visita aos Estados Unidos para conhecer projetos sociais, Fábio visitou uma série de organizações voluntárias e a Agência Americana de Trabalho Voluntário. Frustrado pela falta de uma pauta específica nas manifestações de junho de 2013 no Brasil e sabendo que há muita gente que quer fazer algo para melhorar o país, ele sentiu falta de um instrumento que, ao invés de computar dados negativos, calculasse as iniciativas positivas vindas da sociedade civil. “Existe o impostômetro e até um marcador de acidentes para estimar o número de vítimas do trânsito. Mas percebi que não existe um símbolo do bem nas grandes cidades. O voluntariômetro nasceu para demonstrar que o caminho da mudança passa pelo engajamento das pessoas”, diz Silva.

Os números atualizados constantemente no voluntariômetro correspondem às horas destinadas ao trabalho voluntário. Esse tempo é calculado por meio de um sistema que computa a quantidade de horas dos voluntários nas ONGs da cidade. Por exemplo, se uma ONG abre uma vaga para “pintor de parede” aos sábados das 8h às 12h e alguém confirma participação nesse trabalho voluntário, a plataforma computa esse período de tempo e transfere automaticamente para o voluntariômetro.

As vagas divulgadas pelas organizações no site vão muito além da velha ideia de filantropia, como doação de roupas ou visitas a uma creche. Entre as atividades anunciadas, estão auxiliar de recursos humanos, grafiteiro para ilustrar um muro de escola e psicólogo para atender a crianças carentes.

LEIA TAMBÉM:

“Escreve Cartas”: voluntariado inspirado no filme Central do Brasil

Príncipe saudita vai doar fortuna de 100 bilhões de reais

CEO da Apple vai doar em vida todo o seu patrimônio

Member of The Internet Defense League