Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Microsoft apresenta a terceira versão do Surface, o tablet que não decola

Participação das versões anteriores no mercado não chega a 2%

A Microsoft anunciou nesta terça-feira, em evento em Nova York, um novo modelo do tablet Surface – mais fino e com tela maior. “Esse tablet vai substituir o seu notebook”, disse, num arroubo de otimismo, Panos Panay, vice-presidente da divisão Surface. O dispositivo tem tela de 12 polegadas e roda um processador da Intel. O Surface Pro 3 chegará às lojas americanas, em data a ser definida, por preços que variam de 799 a 1.949 dólares.

Leia também:

Enfim, Microsoft leva pacote Office para o iPad

Satya Nadella, CEO da Microsoft, defendeu o produto. Afirmou que os modelos existentes no mercado são inúteis quando o usuário procura um dispositivo para substituir um computador em atividades como escrever um documento. O CEO se referia à existência do teclado físico, que acompanha o aparelho.

O anúncio de um novo modelo de tablet pode colocar a Microsoft em uma situação delicada com companhias como a Dell, que também fabricam aparelho similar e utilizam o Windows como sistema operacional. Nadella ressaltou, contudo, que a companhia não pretende competir com seus parceiros fabricantes de hardware.

O Surface da Microsoft é um concorrente fraco diante dos rivais iPad (Apple) e Nexus (Google). Segundo a consultoria IDC, o Surface detém apenas 1,3% do mercado de tablets em todo o mundo. O aparelho foi lançado há quase dois anos, mas não decolou.

Desde que assumiu o cargo de CEO, Nadella tem como meta colocar a Microsoft entre os principais concorrentes de tecnologias móveis e de computação em nuvem. Entre suas primeiras iniciativas está o lançamento do Office para iPad, em março.

Member of The Internet Defense League