Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

SP notifica suspeita de microcefalia por zika

Este seria o primeiro registro endógeno relatado no Estado. Outros dois casos já haviam sido notificados na capital paulista, mas de mães vindas do Nordeste

O Estado de São Paulo registrou o primeiro caso suspeito de microcefalia relacionado ao zika vírus, por transmissão ocorrida dentro do território paulista. A mãe da criança, que nasceu há um mês com um perímetro cefálico de aproximadamente 28 centímetros, apresentou sintomas da infecção causada pelo vírus no primeiro trimestre da gravidez, como febre e manchas pelo corpo.

A paciente não viajou para o Nordeste. Após o diagnóstico, o bebê foi avaliado por uma equipe do Hospital São Paulo, vinculado à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que verificou indícios de microcefalia relacionada ao zika.

“No caso da infecção pelo vírus, além do perímetro cefálico reduzido, temos diversas calcificações e uma superfície cerebral mais lisa, e o padrão de imagem do cérebro dessa criança é muito compatível com o quadro. É um caso de microcefalia com alta probabilidade de ter relação com o zika”, explica Marcelo Masruha, médico do setor de neurologia infantil da Unifesp.

Leia também:

Em menos de dois anos, zika já atingiu nove países na América

São Paulo tem dois casos de microcefalia com suspeita de ter relação com o zika

Ainda de acordo com Masruha, o hospital em Guarulhos notificou o caso de microcefalia à vigilância epidemiológica. No entanto, no último boletim epidemiológico de microcefalia, divulgado pelo Ministério da Saúde na terça-feira, não havia casos endógenos suspeitos no Estado de São Paulo. De acordo com a secretaria estadual, não foi feito um relato oficial ao ministério porque ainda não houve confirmação.

Outros casos – Recentemente, foram notificados dois casos suspeitos de microcefalia associados ao zika na capital paulista. Apesar de os bebês terem nascido no Estado e das mães terem apresentado sintomas da infecção, elas passaram parte da gestação em cidades nordestinas.

Emergência – Três estados brasileiros já decretaram emergência por causa do vírus: Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Em todo o país, já foram notificados 1.248 casos de microcefalia com suspeita de relação com o zika vírus.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League