Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gravidez estimula a memória da mulher

De acordo com um estudo canadense, o cérebro é estimulado de forma a preparar o organismo feminino para enfrentar os desafios da maternidade

A gravidez torna as mulheres mais espertas. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico Hormones and Behavior.

Pesquisadores da Universidade de Western Ontario, no Canadá, descobriram que longe de transformar a mulher em uma pessoa esquecida (como muitos atestam), a gravidez estimula o cérebro. Há uma explicação evolutiva para isso: ele serve para ajudar a mulher a se preparar para os desafios da maternidade.

No estudo, a equipe de pesquisadores realizou uma série de testes cerebrais com 54 mulheres. Metade das participantes estava grávida. As gestantes tiveram um desempenho em testes de memória de curto prazo melhor.

Leia também:

Maternidade pode deixar a mulher mais inteligente

Estudo reforça que ácido fólico na gravidez pode reduzir o risco de autismo nos bebês

De acordo com Elizabeth Hampson, principal autora do estudo, no organismo da gestante saudável os hormônios da gravidez alteram a química do cérebro para melhorar sua memória.

Os resultados deste estudo contradizem a crença de que grávidas têm “cérebro de bebê”, pois vivem esquecendo onde colocaram as chaves ou o celular. Para Elizabeth, tal ideia pode ter se instalado devido aos problemas de memória sofridos por mulheres que entram em depressão nessa fase da vida. Mas, como este estudo mostrou, essa não é a realidade da maioria das grávidas.

O número de gestantes com diagnóstico de depressão aumentou exponencialmente nas últimas três décadas. Estatísticas recentes apontam que a doença já atinge 20% das grávidas no mundo – quase o dobro do número de mulheres que desenvolvem a depressão pós-parto. Na década de 80, a depressão era diagnosticada em apenas 5% das gestantes.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League