Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dinamarca confirma primeiro caso de zika

O paciente havia viajado para o Brasil e México. Recentemente, outros países europeus, como Inglaterra, Holanda, Espanha e Itália confirmaram casos da doença em pessoas que haviam viajado para a América Latina

Nesta quarta-feira, as autoridades de saúde da Dinamarca confirmaram o primeiro caso de zika vírus no país. O jovem, que havia retornado de uma viagem ao México e ao Brasil, chegou ao Hospital Universitário de Aarhus com sintomas semelhantes aos de uma gripe: febre, dores de cabeça e musculares. As análises clínicas confirmaram que ele estava infectado com o vírus.

O paciente ainda está internado, mas, de acordo com a instituição, a expectativa é de que se recuperará bem da doença. “Ele está se recuperando e terá alta do hospital em breve”, disse Lars Ostergaard, médico do hospital, à Reuters.

Ostergaard acredita que não há risco de a doença se espalhar na Dinamarca, devido às baixas temperaturas do país. Nos últimos dias, outros países europeus como Inglaterra, Holanda, Espanha e Itália confirmaram casos da doença em pessoas que haviam viajado à América Latina.

Leia também:

Comitê Olímpico britânico inclui orientações sobre zika em treinamento de atletas

Surto de zika deve se espalhar por toda América, diz OMS

Surto – O zika vírus é transmitido pelo Aedes aegypti, também vetor da dengue e da chikungunya, e já está em 22 países do continente americano. A preocupação com a doença aumentou após a infecção ser associada ao desenvolvimento de microcefalia em crianças cujas mães foram infectadas.

Os principais sintomas do zika são: febre não muito alta, olhos vermelhos sem secreção e sem coceira, erupção cutânea com pontos brancos ou vermelhos e dores musculares e articulares.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League