Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer faz culto ecumênico no gabinete presidencial

O primeiro ato do presidente da República, Michel Temer (PMDB), ao pisar no gabinete presidencial do Palácio do Planalto foi um culto ecumênico na noite desta quinta-feira. Temer convidou os religiosos, que vieram de São Paulo, e rezaram um Pai Nosso a pedido do peemedebista, em cerimônia reservada.

Temer entrou na sala de reuniões do gabinete presidencial com pastores evangélicos como Silas Malafaia (Vitória em Cristo) e Samuel Ferreira (Assembleia de Deus Brás), além de Dom Edgar Madi, arcebispo da Igreja Maronita, e de Dom Damaskinos Mansour, arcebispo metropolitano da Igreja Ortodoxa Antioquina, ambas católicas.

“O presidente quer unir o Brasil, mostrar que ele é presidente de todos, não de um grupo ou uma fração. Ele está dizendo para nós, com a presença da igreja católica, ortodoxa e evangélica, que um povo religioso deve ser unido”, disse Dom Edgar.

Além do Pai Nosso, os religiosos leram passagens bíblicas e abençoaram Temer. Eles disseram que Temer não falou em políticas para igrejas durante o encontro.

“Eu falei ‘com Deus tudo é possível’ e Temer repetiu isso. Depois ele mandou uma mensagem para a comunidade libanesa, desejando a paz”, afirmou o líder ortodoxo. Segundo o religioso, Temer é comendador da igreja, também frequentada pelo prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) e um tio do presidente foi arcebispo. “Ele nos chamou pessoalmente, pediu a bênção e viemos de São Paulo fazer a oração.”

Também participaram do culto deputados da bancada evangélica como Marco Feliciano (PR-SP), Marcelo Aguiar (DEM-SP), Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), Gilberto Nascimento (PSC-SP) e Missionário José Olímpio (DEM-SP), da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Member of The Internet Defense League