Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nenhum deputado ganhou o bolão do impeachment

O bolão do impeachment organizado por deputados oposicionistas terminou sem um vencedor. Segundo o corregedor da Câmara, Carlos Manato (SD-ES), ninguém acertou os 367 votos a favor do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff proferidos em sessão histórica neste domingo. Por isso, disse ele, o dinheiro arrecadado – 5.100 reais – deverá ser doado a uma instituição que atende pessoas com deficiência. Cinquenta e um deputados entraram no bolão, idealizado pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), apostando 100 reais cada um.

Os parlamentares que bateram na trave foram Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) e Major Olímpio (SD-SP), que arriscaram 366 votos pelo impeachment, e Paulo Azi (DEM-BA), que marcou 368. Apesar de terem chegado perto, foi combinado que se ninguém acertasse o número exato o dinheiro seria repassado para caridade. Acertar os votos contrários ao processo era critério de desempate.

Questionado sobre as críticas de que estavam brincando com coisa séria, Manato respondeu que fez o bolão como uma forma de contrapor uma brincadeira dos governistas que fizeram a campanha “vacinas contra o golpe” na semana passada. “A ideia surgiu depois que vimos os deputados com seringas de mentira contra o golpe. Eu já estava doente, a minha doença era o impeachment. E aí eu pensei: ‘Nós temos que dar o troco nesse caras’.”

Leia também:

Cunha diz que vai entregar hoje processo de impeachment a Renan

Rito no Senado deve ser definido nesta terça-feira; Renan indica que não vai barrar processo

Member of The Internet Defense League