Clique e assine com 88% de desconto

Maranhão ganha sobrevida até a próxima quinta

Líderes querem forçar a renúncia ou uma licença do presidente interino da Câmara

Por Da Redação - 10 maio 2016, 23h50

Os líderes de partidos da oposição e do centrão vão aguardar até a próxima quinta-feira para definir a ação conjunta para tirar do cargo o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA). Eles se reuniram na noite desta terça-feira. Há duas propostas: forçar a renúncia dele ou uma licença do mandato por 120 dias. Aliados de Maranhão queriam um prazo de uma semana, mas ele conseguiu apenas dois dias. Maranhão perdeu apoio depois de anular monocraticamente o aval ao impeachment, aprovado 367 deputados, a pedido da defesa da presidente Dilma Rousseff – o deputado recuou horas depois. O partido dele retirou o apoio a sua permanência na Mesa Diretora e o ameaça com a expulsão. (Felipe Frazão, de Brasília)

Publicidade