Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lobista fica em silêncio em depoimento à CPI do Carf

Mauro Marcondes Machado e Cristina Mautoni Marcondes Machado, presos na Operação Zelotes, são apontados como líderes de um esquema de compra de medidas provisórias para beneficiar o setor automotivo durante o governo Lula

O lobista Mauro Marcondes Machado, preso na Operação Zelotes, ficou em silêncio durante depoimento à CPI do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira. A mulher dele, Cristina Mautoni Marcondes Machado, que também está presa, era esperada na audiência, mas não compareceu por motivos de saúde.

Leia mais:

O “acerto” e a fraude

O casal é apontado como líder de um esquema criminoso que envolveria pagamento de propina a agentes públicos no Congresso durante o governo Lula para prorrogar MPs favoráveis ao setor automotivo. A empresa LFT Marketing Esportivo, que pertence a Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, recebeu 2,5 milhões de reais dos lobistas, segundo as investigações. Luís Cláudio alega que os recursos se referem aos serviços prestados em sua área de atuação, o marketing esportivo.

O depoimento de Cristina foi remarcado para o dia 2 de junho, “sem possibilidade de prorrogação”, de acordo com o presidente da sessão, deputado Pedro Fernandes (PTB-MA).

Leia também:

Zelotes: PF indicia 19 em inquérito sobre a Gerdau

Mantega usou cargo de ministro para favorecer amigo empresário, aponta Zelotes

(Com Agência Brasil)

Member of The Internet Defense League