Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Líderes de nove partidos saem em defesa de Cunha

Segundo parlamentares, a decisão mostra "desequilíbrio institucional entre os poderes da República"

Líderes dos partidos PMDB, PP, PSD, PTB, PR, PSC e PHS, além dos presidentes do Solidariedade e do PTN, assinaram nota nesta quinta-feira com críticas à decisão do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, que afastou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato parlamentar e da presidência da Casa.

Aliados de Cunha tentavam a adesão de partidos da oposição como DEM, PSDB, PSB e PPS para fazerem discursos na tribuna contrários à “intromissão do Supremo”, mas eles sequer assinaram o comunicado. O texto afirma que os líderes “receberam com preocupação” a decisão monocrática de Zavascki tomada, para eles, “sem qualquer urgência aparente”.

LEIA TAMBÉM:

Teori concede liminar e suspende Eduardo Cunha do cargo de deputado

Aliado narra irritação de Cunha com ‘intromissão’ de Teori

“Tal preocupação ganha maiores contornos diante da violação do mandato eletivo, sem a devida guarida constitucional, por se tratar de atribuição exclusiva da própria Câmara dos Deputados”, dizem os líderes.

Segundo os parlamentares, a decisão mostra “desequilíbrio institucional entre os poderes da República, cuja manutenção pode acarretar consequências danosas e imprevisíveis para a preservação da higidez da democracia no Brasil”.

Member of The Internet Defense League