Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois de novo grampo, PSDB diz que vai processar Machado por menção a Aécio

O PSDB informou nesta quarta-feira que irá processar o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado, que fechou acordo de delação premiada, por menções ao presidente nacional do partido, Aécio Neves, em conversa gravada com o senador e ex-ministro do Planejamento Romero Jucá. Em diálogo revelado na segunda-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, o ex-dirigente faz referência ao “esquema do Aécio”: “Quem não conhece?”, pergunta. Em outro grampo revelado nesta quarta pelo jornal, Machado conversa com o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), que diz ter sido procurado pelo presidente do PSDB, que estaria “com medo” do teor da delação premiada do ex-líder do PT Delcídio do Amaral (ex-PT-MS). Depois de Machado jogar a isca de que “não sobra ninguém” com os avanços da Lava Jato, Renan afirma que “Aécio está com medo e [me procurou e disse] ‘Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa'”. De acordo com o PSDB, “fica cada vez mais clara a tentativa deliberada e criminosa do senhor Sergio Machado de envolver em suspeições o PSDB e o nome do senador Aécio Neves, em especial, sem apontar um único fato que as justifique”. “É inaceitável essa reiterada tentativa de acusar sem provas em busca de conseguir benefícios de uma delação premiada. Por isso será acionado pelo partido na Justiça”, disse a legenda. (Laryssa Borges, de Brasília)

Member of The Internet Defense League