Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra o impeachment, MST diz que invadiu fazenda ligada a Temer

Propriedade de 1.500 hectares está localizada entre os municípios de Duartina, Fernão, Gália e Lucianópolis, no interior de São Paulo

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) afirmou nesta segunda-feira que invadiu uma propriedade no interior paulista supostamente ligada ao vice-presidente Michel Temer. Segundo nota do movimento, a fazenda em questão, chamada de Esmeralda, tem 1.500 hectares e fica entre os municípios de Duartina, Fernão, Gália e Lucianópolis, no interior de São Paulo.

O grupo diz que o imóvel não está no nome de Temer e que pertence formalmente ao coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Batista Lima Filho, que é supostamente próximo do peemedebista. Procurada, a assessoria do vice-presidente afirmou que ele não possui propriedades rurais e que o imóvel é “de terceiros”.

Em sua página na internet, o movimento diz que a invasão tem o objetivo de denunciar as “conspirações golpistas de Temer”, referindo-se ao discurso errôneo do governo de que há um “golpe” em curso no Brasil. Desde que foi deflagrado o processo de impeachment no Congresso, o MST tem alardeado que vai incendiar o país em apoio à manutenção de Dilma na presidência.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League