Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de resistência no PSD, Matarazzo será candidato a prefeito de São Paulo

O vereador Andrea Matarazzo, egresso do PSDB, só não será candidato a prefeito de São Paulo pelo PSD “se não quiser”. É o que tem dito o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab. O ex-prefeito paulistano garantiu a legenda para que seu ex-secretário Matarazzo saísse do PSDB em meio às conturbadas prévias tucanas. Kassab afirma que vai honrar o compromisso. Matarazzo diz que trabalha há anos para realizar seu “sonho” e não abdicará da candidatura: “Não serei vice da Marta nem de ninguém”. Nas últimas semanas, correu entre integrantes dos dois partidos a versão de que ele poderia entrar na chapa da senadora e ex-prefeita Marta Suplicy, que deixou o PT e vai concorrer pelo PMDB. Kassab manteve conversas com Marta desde o ano passado e a avalia como uma das favoritas. Mais recentemente, o deputado Antonio Goulart (PSD-SP), que tem forte base na periferia sul da capital paulista e possui trânsito na cúpula do PMDB paulista, manifestou o desejo de compor a chapa com Marta. Ele quer alavancar a candidatura do filho a vereador no partido de Kassab. Goulart não desistiu da ideia, mas sabe que as chances se arrefeceram com o ingresso de Matarazzo, que pode agregar apoios de tucanos como o senador José Serra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. (Felipe Frazão, de Brasília)

Member of The Internet Defense League