Clique e assine com 88% de desconto

Wilmots deixa a Bélgica; Shevchenko é anunciado na Ucrânia

Ex-jogadores ganham foco na sexta-feira, por motivos adversos

Por da Redação - 15 jul 2016, 17h57

A campanha da Bélgica na Eurocopa, com eliminação nas quartas de final para o País de Gales, desagradou os torcedores e Federação Belga, que resolveu demitir Marc Wilmots do comando do time. No mesmo dia, um outro ex-jogador de seleção assumiu o comando de seu time. E trata-se do ex-craque do Milan, Andriy Shevchenko.

Ex-jogador da Bélgica, com participação nas Copas de 1990, 1994, 1998 e 2002, além da Eurocopa de 2000, em casa, Wilmots dirigia seu time desde 2012. Treinou a equipes durante a Copa de 2014 e a Euro de 2016, chegando às quartas de final em ambas.
Antes de treinar o time principal, treinou as equipes de base e foi auxiliar técnico do time belga. Em 48 jogos, conseguiu 33 vitórias, sete empates e oito derrotas.
Já Shevchenko assume a seleção da Ucrânia após o país cair na primeira fase Euro, ainda na fase de grupos.
Assim como Dunga, o Sheva estreia como treinador justo no comando de seu país, que defendeu como jogador de 1995 a 2012, participando de 111 jogos, com 48 gols, participando da Copa do Mundo de 2006 e da Eurocopa de 2012, em casa. Na primeira, chegou às quartas de final, enquanto, na segunda, caiu na primeira fase.
Mykhailo Fomenko comandou o time durante a disputa da Euro, em que a equipe caiu na primeira fase, com três derrotas em três jogos, sem nenhum gol marcado.
Publicidade