Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Plaza Colonia, o Leicester City da América do Sul

Clube pode aumentar ainda mais suas conquistas, vencendo o torneio geral

A conquista do Leicester City foi espetacular. Sete vezes campeão da segunda divisão inglesa, sua melhor colocação na primeira divisão fora um vice-campeonato na longínqua temporada de 1928/1929.

O time que a menos de dez anos jogava a terceira divisão, fez uma campanha impecável e conquistou um dos maiores torneios do mundo. Mas, no Uruguai, o Plaza Colonia repetiu o feito.
Fundado em 1917 na pequena cidade de Colônia do Sacramento, com um estádio para 12.000 pessoas, era um time semi-profissional até pouco tempo. Até 1999 participava da Liga de Futebol de Colonia. Após conversas com o rival Juventud, também da cidade, resolveram se profissionalizarem. 
Em 2000, o clube começou sua jornada, jogando a segunda divisão profissional do país, conseguindo o acesso em 2001.
A primeira divisão de 2002, treinado por Diego Aguirre, venceu o grupo do interior e foi para a fase final do torneio, ficando em sexto. Na disputa de vaga para Libertadores, foi lanterna, perdendo a vaga para o Fénix.
Em 2003 lutou contra o rebaixamento e só não caiu porque o rival Juventud acabou ficando pior classificado. Na ano seguinte passou pela repescagem e chegou entre os 10 finalistas, mas ficou na lanterna do torneio, perdendo novamente a classificatória para a Libertadores.
Em 2005 foi 16°, perto das últimas colocações. A partir daí, os torneio passaram a ser jogados como na Europa, com temporadas durante dois anos. Na de 2005/2006, o Plaza Colonia acabou rebaixado, perdendo no playoff para o Cerro.
Nos nove anos seguintes jogou na segunda divisão (tendo desistido de jogar em uma oportunidade por falta de dinheiro), chegando a ser lanterna na temporada 2009/2010. Em alguns anos chegou a disputar os playoffs para subir com a terceira vaga, mas sem sucesso. 
Até que em 2014/2015, o Plaza Colonia ficou com o vice-campeonato da segunda divisão e subiu de forma direta, perdendo o título apenas para o Liverpool, cinco pontos atrás.
Assim, essa foi a primeira temporada do clube de volta à primeira divisão. No Torneio Apertura, ainda em 2015, o clube foi o 13° dentre 16 equipes, vendo o Peñarol conquistar o título. Foram apenas três vitórias em 15 jogos e a ameaça de rebaixamento próxima. 
Mas para o Torneio Clausura, mantendo seu treinador, Eduardo Espinel, o clube surpreendeu. Fez uma campanha fabulosa e chegou à penúltima rodada com 28 pontos, dois a mais que o Peñarol, um dos clubes com mais possibilidade de tirar pontos do time. Nacional e Cerro poderiam tirar o título, mas falharam. O Peñarol, invicto em seu estádio, enfrentava o Plaza Colonia com dois pontos a menos, faltando duas rodadas. Todavia, mesmo em Montevidéu, o Plaza Colonia venceu por 2 x 1, abriu cinco pontos e tornou-se campeão antecipado do Campeonato Uruguaio.
Agora, o Plaza chega a final geral do Campeonato Uruguaio, em que disputará diante do Peñarol e talvez até o Nacional. Inicialmente, os campeões de cada turno jogam uma semifinal e o vencedor enfrenta o melhor colocado na tabela geral. Nesse momento, o Peñarol está em primeiro. Mas o Nacional está há três pontos e pode entrar nesta disputa. 
No torneio clausura, das 15 rodadas, o Plaza Colonia foi primeiro em dez, incluindo a última rodada. As piore colocações do clube foram um quarto lugar na segunda e terceira rodada.