Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que aconteceu com clubes sergipanos que já jogaram 1ª divisão nacional?

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes do Sergipe?

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando o Sergipe desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes do Sergipe que já jogaram a primeira divisão

Aracaju
(2)
: Confiança e Sergipe

Itabaiana
(1)
: Itabaiana

CONFIANÇA

Jogou a série A pela última vez em 1984. Em 1985, jogou a
série B e cai na primeira fase, para o Catuense-BA, com duas derrotas. Em 1986,
voltou cair na primeira fase da série B, na lanterna de sua chave.  Em 1988, jogou  a série C e passou pela primeira fase, com a
primeira colocação de sua chave. Na segunda, foi lanterna de sua chave e perdeu
vaga para o Lagarto-SE.

Em 1989, voltou a jogar a série B. Passou pela primeira
fase, em segundo de sua chave, atrás do Catuense-BA. Na segunda, foi eliminado
pelo Itaperuna-RJ. Voltou para a série B em 1991, mas caiu na primeira fase, na
lanterna de sua chave. Em 1992, voltou a cair na primeira fase da série B.

Jogou o qualificatório para a série B de 1994, em 1993, mas
não conseguiu, perdendo vaga para o Sergipe. Em 1994, 1995 e 1996, caiu na
primeira fase da série C. Em 1997, foi primeiro de sua chave na primeira fase.
Na segunda fase, o time passou pelo Rio Branco-ES, e na terceira acabou
eliminado pelo Ferroviário-CE, nos pênaltis.

Em 1998, o time voltou a passar pela primeira fase da série
C. Na segunda, eliminou o Botafogo-PB que estava em sua chave na primeira fase.
Na terceira, caiu diante do Limoeiro-CE.

Voltou a disputar o torneio em 2000, no Módulo Verde.
Classificou-se na primeira fase do torneio, mas foi lanterna de sua chave na
segunda, perdendo vaga para o Moto Club-MA. Jogou a série C em 2001, e passou
da primeira fase em segundo, atrás do Corinthians-AL em sua chave. Na segunda,
foi eliminado em chave com o Atlético-GO.

Em 2002, voltou a passar da primeira fase da série C, com a
primeira colocação de sua chave. Na segunda, perdeu para o ABC-RN nos pênaltis.
Em 2003, passou pela primeira fase da série C com segunda colocação de sua
chave, atrás do Juazeiro-BA. Na segunda, eliminou o Comercial-MS com duas
vitórias. Na terceira, eliminou o CENE-MS nos pênaltis. Já na quarta, caiu
diante do Botafogo-PB com duas derrotas.

Em 2004, foi primeiro de sua chave na primeira fase da série
C, com o Sergipe em segundo. Na segunda, eliminou o Serra-ES pelo gol fora de
casa. Na terceira, perdeu para o Villa Nova-MG nos pênaltis. Não jogou em 2005,
mas voltou à série C em 2006. Passou pela primeira fase em segundo na chave,
atrás do Bahia. Na segunda, foi eliminado em seu grupo, para Vitória e
Ferroviário-CE.

Em 2007, passou pela primeira fase da série C com o segundo
lugar de sua chave, atrás do Bahia. Na segunda, acabou em terceiro, atrás de
Coruripe-AL e ABC-RN e acabou eliminado. Em 2008, fez grande série C. Foi
segundo de sua chave na primeira fase, atrás do ASA-AL. Na segunda, voltou a
passar em segundo, atrás do ASA-AL, novamente. Na terceira, passou em primeiro,
à frente do Campinense-PB. Jogou o octogonal final, mas ficou em sétimo, sem o
acesso, por um ponto.

Na série C de 2009, foi lanterna de sua chave na primeira
fase e acabou rebaixado pelo saldo de gols pior que o do CRB-AL. Em 2010, jogou
sua primeira série D e não passou pela primeira fase. Ficou sem jogar o torneio
de 2011 a 2013, mas voltou à série D em 2014. Passou em primeiro de sua chave na
primeira fase da competição, de forma invicta. Na segunda, eliminou o
Central-PE. Na terceira, ainda sem perder, eliminou o Jacuipense-BA e garantiu
o acesso. Na semifinal, perdeu a primeira e foi eliminado pela Tombense-MG.
Classificou-se em quarto na primeira fase da série C de 2015, mas perdeu o
acesso para Londrina-PR, nas quartas de final. Em 2016, volta a jogar a série
C.

SERGIPE

Jogou a série A pela última vez em 1986. Em 1988, passou em
segundo na primeiro fase da série C. Na segunda, foi eliminado em chave que
classificou o Lagarto-SE. Em 1989, caiu na primeira fase da série B. Ficou sem
jogar o nacional em 1990 e 1991, e voltou à série C e 1992, e caiu na primeira
fase, sem vitórias. Jogou a qualificatória para a série C de 1994, em 1993, e
conseguiu o acesso.

Em 1994, passou em segundo na primeira fase da série B. Na
segunda, acabou em terceiro de sua chave e perde vaga para o Americano-RJ. Em
1995, novamente na série B, passou em segundo de sua chave, atrás do Santa
Cruz. Na segunda, avançou com o primeiro lugar da chave, à frente do Ceará. Na
terceira, no entanto, foi lanterna de sua chave, perdendo vaga para Atlético-PR
e Central-PE.

Em 1996, foi lanterna de sua chave na primeira fase da série
B e foi eliminado. Em 1997, voltou a ser lanterna de sua chave na primeira fase
e foi rebaixado para a série C. Em 1998, não jogou a série C. Voltou em 1999.
Passou em segundo de sua chave na primeira fase, atrás do Náutico. Na segunda,
eliminou o Botafogo-PB com duas vitórias. Na terceira, diante do Náutico,
acabou eliminado.

Na Copa João Havelange de 2000, caiu na primeira fase do
Módulo Verde. Jogou a série B de 2001, mas ficou mal classificado e foi para a
repescagem contra o rebaixamento. Nesta, perdeu para o Criciúma e caiu. Em
2002, caiu na primeira fase da série C, com a lanterna de sua chave.

Em 2003, classificou-se em primeiro na primeira fase da
série C. Na segunda, eliminou o Sousa-PB. Na terceira, foi eliminado pelo
Botafogo-PB. Em 2004, voltou a passar na primeira fase do torneio e passou em
segundo de sua chave, atrás do Confiança-SE. Na segunda, foi eliminado pelo
Villa Nova-MG. Em 2005, passou em primeiro de sua chave na primeira fase. Na
segunda, foi eliminado pelo ABC-RN.

Em 2006 e 2007, o clube não se classificou. Mas na primeira
fase da série C de 2008, caiu na primeira fase do torneio após perder seis
pontos por uma escalação irregular, deixando o Itabuna-BA passar. Jogou a série
D em 2009, e passou em segundo de seu grupo na primeira fase, atrás do
Central-PE. Na segunda, eliminou o Ferroviário-CE, mas na terceira foi
eliminado pelo Alecrim-RN.

Não se classificou para as séries D de 2010 a 2012. Voltou
em 2013, e passou pela primeira fase em segundo de sua chave, atrás do
Botafogo-PB. Na segunda, perdeu para o Tiradentes-CE pelo gol fora de casa, após
dois empates. Voltou a jogar a série D apenas em 2016, mas já está eliminado na
primeira fase da competição.

ITABAIANA

Jogou a série A pela última vez em 1982. Jogou a série B em
1983, e caiu na primeira fase, em chave com Santa Cruz e Central-PE. Depois
disso, jogou a qualificatória para a série B de 1994 em 1993, mas não conseguiu
acesso, perdendo para o Sergipe.

Jogou a série C em 1994, e classificou-se em primeiro de sua
chave na primeira fase. Na segunda, perdeu para o Catuense-BA, com duas
derrotas em duas partidas. Em 1995, passou em primeiro de sua chave na primeira
fase, mas voltou a cair para o Catuense-BA na segunda.

Em 1996, caiu na primeira fase da série C. Em 1997, passou
em segundo na primeira fase, atrás do Confiança. Na segunda, passou pelo
ASA-AL, com duas vitórias. Na terceira, caiu para o CSA-AL. Em 1998, fez uma
grande série C. Passou em primeiro de sua chave na primeira fase. Na segunda,
eliminou o Juazeiro-BA. Na terceira, venceu o Potiguar-RN e na quarta o São
Raimundo-AM, nos pênaltis. No quadrangular final da série C, ficou em quarto,
sem o acesso, que ficou com Avaí e São Caetano. Em 1999, caiu na primeira fase
da série C.

Não jogou a João Havelange em 2000, e voltou à série C de
2001, mas ficou na lanterna de sua chave na primeira fase. Em 2002, novamente
na série C, passou em primeiro de sua chave na primeira fase, mas caiu para o
Tupi-MG na segunda. Em 2003, caiu na primeira fase da série C.

Em 2004, não se classificou para a série C. Em 2005, voltou
a jogar o torneio. Passou em segundo de seu grupo na primeira fase, atrás do
Sergipe. Na segunda, caiu diante do Treze-PB.

De 2006 a 2011, esteve afastado do Campeonato Nacional.
Voltou na série D de 2012, mas caiu na primeira fase. De 2013 a 2015, esteve
fora dos torneios de novo, mas voltou à série D neste ano de 2016.