Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carlos Alberto Silva lançou Careca e Ronaldo nos times profissionais

Craques começaram em suas carreiras ao lado de Carlos Alberto

Aos 77 anos, o ex-treinador Carlos Alberto Silva morreu na manhã desta sexta-feira (20). Além de ser campeão e ter se tornado ídolo por muitos clubes pelo qual passou, lançou dois craques para o futebol brasileiro.

Formado em Educação Física, Carlos Alberto iniciou sua carreira em 1978, pelo Guarani. E logo em seu primeiro ano, fez muito sucesso. Venceu o Campeonato Brasileiro com o clube, o primeiro e até hoje único de um time do interior. Além disso, revelou o craque Careca, com 17 anos, dando chances ao jogador naquele time.
Depois disso, passou por São Paulo, Atlético-MG, Santa Cruz, Sport e Cruzeiro, até chegar à seleção brasileira em 1987, quando venceu o ouro nos Jogos Pan-americanos. Ficou na seleção até 1988, quando conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul com o Brasil. Em 1989 e 1990, voltou para o São Paulo. Treinou o Yomiui Kawasaki em 1991 e, ainda neste ano, foi para o Porto, de Portugal. 
Lá, abriu o caminho para diversos técnicos brasileiros na Europa. Foi bicampeão português, ajudando o Porto a crescer. Voltou ao Brasil ainda em 1993, para dirigir o Cruzeiro, e lá lançou outro craque, Ronaldo Fenômeno. 
O treinador lançou o jovem em viagem do Cruzeiro pela Europa.  “Estávamos com dificuldades para montar o time para ir a Portugal porque tínhamos alguns jogadores lesionados. Pedi o Benecy Queiroz para conseguir um atacante emprestado ao América ou ao Villa para compor o grupo na viagem. Mas ele me atentou para a chegada do Ronaldo e pediu para eu observá-lo primeiro. Quando logo vi, não tive dúvidas que o levaria”, contou Carlos Alberto ao site Superesportes.
Depois ainda treinou Corinthians, Palmeiras, Deportivo La Coruña, Atlético-MG, Goiás, Santos, Guarani, Santa Clara-POR, América-MG e Atlético-MG, em 2005, quando se aposentou da carreira de treinador.