Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Todas as medalhas de 2016

VEJA faz uma aposta: diz para quem vai cada uma das 971 medalhas de ouro, prata e bronze em disputa na Olimpíada

A palavra spoiler, da língua inglesa, vem do verbo to spoil, que significa estragar. Ou seja, apresentar um spoiler nada mais é do que estragar a surpresa de algum final de história, seja de um filme, seja de uma série de televisão. Atenção, porque nas próximas páginas oferecemos um spoiler do tamanho da Olimpíada: uma lista completa de todos os 971 vencedores de ouro, prata e bronze nos Jogos do Rio. VEJA fez uma parceria com a empresa holandesa Gracenote, a mais respeitada do mundo em estatística do esporte, definindo as apostas a partir de rigorosos cruzamentos de informações. A lista foi atualizada uma semana antes do início dos Jogos, já excluindo parte da delegação da Rússia, envolvida em doping.
Para que se chegue à precisão, é determinada uma pontuação para os resultados de todos os atletas em todas as competições desde a última Olimpíada. Cada evento tem um peso (um campeonato mundial vale mais do que uma copa regional, por exemplo). As competições mais recentes são mais valorizadas que as antigas. Leva-se em conta, também, o chamado “fator casa”. “Se há um brasileiro com uma pontuação que indica medalha de prata, mas o índice está próximo ao da medalha de ouro, optamos por colocá-lo no primeiro lugar do pódio”, explica Simon Gleave, diretor de análises da Gracenote. Nos Jogos de Londres, a bola de cristal indicou dezesseis medalhas para o Brasil. Foram dezessete. Quem sabe esse erro, no Rio, seja o ouro de Fabiana Murer, que não aparece no rol.

Clique aqui e confira a aposta completa de VEJA em todas as modalidades (PDF)

Nas páginas seguintes, VEJA faz uma aposta: diz para quem vai cada uma das 971 medalhas de ouro, prata e bronze em disputa na Olimpíada. As escolhas são fruto de um rigoroso trabalho estatístico da mais respeitada empresa do mundo na mineração de resultados do esporte

Member of The Internet Defense League