Clique e assine com 88% de desconto
Publicidade

Notícias sobre Renault

Como parte das condições estipuladas pela Justiça, empresário não vai poder encontrar a mulher sem aviso prévio
Segundo as fontes judiciais, o tribunal estabeleceu uma valor de 4,46 milhões de dólares para liberar o executivo
Ex-CEO da Nissan e Renault, que está preso pela segunda vez, é acusado por abuso de confiança por causa de desvios feitos em fundos da montadora japonesa
Carole Ghosn, esperada para interrogatório, partiu do Japão na noite de sexta-feira e chegou a Paris na manhã seguinte
O empresário brasileiro, ex-presidente da Nissan, já permaneceu preso de 19 de novembro do ano passado até 6 de março
Publicidade