Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Três pessoas são detidas em nova ação após ataques em Bruxelas

Dois dos suspeitos presos durante operações desta sexta-feira foram baleados. Mala com material explosivo foi encontrada

A polícia da Bélgica realizou operações em Bruxelas nesta sexta-feira, em uma ação que, segundo o prefeito, estava ligada aos ataques ocorridos em um aeroporto internacional e em uma estação de metrô da cidade na terça-feira, e também à prisão de um homem em Paris, que estaria tramando um novo ataque na França.

Três pessoas foram detidas em Bruxelas, sendo que duas delas levaram tiros na perna, informou a promotoria federal belga. A operação começou na noite de quinta-feira e ocorreu nos bairros de Schaerbeek, Forest e Saint-Gilles. A imprensa estatal belga disse que uma pessoa levava uma mala com material explosivo. A área permanecia isolada, mesmo após agentes fortemente armados deixarem a área, segundo um morador.

Leia também:

Funcionário de aeroporto de Bruxelas vira herói

Após Bruxelas, Roma e o Vaticano estão em ‘alerta máximo’ para a Páscoa

Inteligência belga sabia que o aeroporto era visado por terroristas

Seis pessoas foram detidas na quinta-feira na Bélgica, durante as investigações dos ataques da terça-feira. Desse grupo, três pessoas foram liberadas, segundo promotores. Autoridades anunciaram que havia cidadãos de Estados Unidos, Reino Unido, China, França e Holanda entre os mortos nos ataques em Bruxelas.

Na quinta-feira, a polícia francesa prendeu um homem que estaria em estágio avançado para tramar um ataque. O suspeito, Reda Kriket, de 34 anos, já teve uma condenação por terrorismo na Bélgica e seria ligado a um suspeito pelos ataques de novembro em Paris, Abdelhamid Abaaoud.

(Da redação com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League