Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terrorista norueguês promete lutar ‘até o fim pelo nazismo’

Anders Breivik foi autor do ataque que matou 77 pessoas em julho de 2011 em Oslo e Utoya

“Lutarei até o fim pelo nazismo”. Essas foram as palavras ditas pelo terrorista de extrema-direita Anders Breivik, autor dos atentados de 22 de julho de 2011 em Oslo e Utoya, que deixaram 77 mortos, na audiência desta quarta-feira. A sessão judicial faz parte do processo que ele move contra a justiça da Noruega por “tratamento desumano”.

O assassino leu no tribunal um texto para denunciar “violações das convenções europeias sobre direitos humanos” por parte do Estado norueguês, que o mantém em isolamento na cadeia. Segundo ele, Oslo está tentando “matá-lo”, mas a ideologia nazista o “ajuda a sobreviver”.

Leia também:

Com gesto nazista, autor de massacre na Noruega volta à Corte

Dono de rede de hotéis oferece 5 mil diárias para refugiados na Noruega

Noruega vai ‘exportar’ detentos para prisões da Holanda

“Era melhor terem disparado contra mim do que me fazerem viver como um animal”, declarou o terrorista, que cumpre 21 anos de prisão prorrogáveis de forma indefinida (pena máxima e que equivale à prisão perpétua na Noruega) na penitenciária de segurança máxima de Skien. Único detento do local, ele dispõe de uma cela com sala de estudos e equipamentos eletrônicos sem acesso à internet, como televisão, videogame e computador.

Breivik também possui autorização para praticar exercícios na academia da prisão e tomar uma hora de banho de sol por dia. O criminoso acusa o governo de tentar “empurrá-lo para o suicídio” com o regime de isolamento e de impedi-lo de receber cartas de simpatizantes.

O monstro norueguês afirmou ainda que “tirar forças” do que “aprendeu” no livro “Mein Kampf” (Minha Luta), de Adolf Hitler. “Aqueles princípios são as únicas razões pelas quais eu vivo hoje”, afirmou. Na última terça-feira, ele já havia feito a saudação nazista ao chegar ao tribunal.

(Com ANSA)

Member of The Internet Defense League