Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terrorista admite planos de atacar civis durante a Eurocopa

Mohamed Abrini, um dos responsáveis pelos ataques terroristas em Bruxelas, no mês de março, confessou que planejava novas explosões na França durante a Eurocopa, que será sediada no país entre os meses de junho e julho. A declaração foi feita durante depoimento de Abrini em uma prisão belga, reporta o jornal francês Libération esta segunda-feira.

Até o momento, sabia-se que a França poderia ser alvo de novos ataques, mas pela primeira vez o período da competição de seleções foi citado. Segundo o jornal, as afirmações do terrorista são “surpreendentemente reveladoras”. Ainda de acordo com a publicação, as autoridades, a partir de agora, vão verificar se o relato do detido é verdadeiro.

Leia também

Três terroristas suicidas se explodem em frente de delegacia na Rússia

França era alvo original dos terroristas de Bruxelas

Bélgica aprova extradição do terrorista Salah Abdeslam, peça-chave dos atentados de Paris

Além de ter participado dos atentados em Bruxelas, Abrini também participou dos ataques em Paris, em novembro, no dia em que França e Alemanha se enfrentavam, em amistoso internacional. Explosões foram ouvidas de dentro do estádio, no qual estava o presidente do país, François Hollande.

Com os recentes acontecimentos, autoridades chegaram a cogitar o adiamento da Eurocopa. Porém, esta possibilidade já foi descartada, até mesmo pelo governo francês. Outra solução seria a disputa com portões fechados, mas a Uefa não tem intenção de impedir a entrada de torcedores nas partidas.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League