Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sem Cruz na corrida, Trump confirma outra vitória; Sanders supera Hillary

As primárias de Indiana confirmaram o favoritismo de Trump e deram esperança a Sanders

O magnata Donald Trump está a um passo da indicação para concorrer à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano. Nesta terça-feira, Trump venceu a primária decisiva no Estado de Indiana, provocando a desistência do senador Ted Cruz. Na disputa democrata, o senador Bernie Sanders teve uma vitória inesperada e segue na briga.

“Vamos vencer em novembro e vamos vencer de lavada, será a América primeiro”, previu Trump, após o anúncio de sua vitória em Indiana e da desistência de seu principal concorrente. Em seu discurso, o bilionário agradeceu Cruz por admitir que os conversadores preferiram outro candidato.

Trump ainda precisa de 230 delegados para garantir a indicação e evitar uma difícil negociação na convenção do partido, prevista para julho, em Cleveland. De acordo com o jornal The New York Times, o republicano obteve cerca de 53% dos votos em Indiana.

Matematicamente sem chance de obter a maioria necessária, o senador Cruz esperava que Indiana servisse para conter o avanço de Trump e impedi-lo de chegar aos 1.237 delegados que vão garantir a candidatura.

Em mensagem no Twitter, Reince Priebus, presidente do Partido Republicano, admitiu que Trump possivelmente será indicado e pediu a união dos conservadores em torno do polêmico empresário. “Todos devemos nos unir e nos concentrar em derrotar Hillary Clinton”, escreveu Priebus pouco depois de Cruz anunciar a derrota.

Leia mais:

Cruz abandona disputa e deixa caminho aberto para Trump

Entenda as eleições primárias americanas

Democratas – Bernie Sanders contrariou as pesquisas no partido democrata, alcançando 52,5% dos votos em Indiana e vencendo a favorita Hillary Clinton. As pesquisas haviam apontado ampla vitória da candidata, com até 13 pontos de vantagem.

Apesar da grande vantagem de Clinton nos resultados gerais, a vitória por 7 pontos de vantagem em Indiana permite que Sanders mantenha as esperanças. O senador admitiu que “temos um caminho difícil até a vitória, mas estamos brigando em desvantagem desde o primeiro dia desta campanha”.

Para reverter o avassalador caminho de Hillary para a indicação, Sanders precisava vencer de forma esmagadora, o que não aconteceu. Com 2.176 delegados já garantidos, a candidata precisa somar apenas 20% dos 1.000 delegados ainda em disputa para selar sua candidatura, que exige 2.383.

A ex-senadora parece já ter superado o tropeço em Indiana e está focada em responder aos ataques de Trump, que a chamou de desonesta em discurso na segunda-feira. “As pessoas têm jogado coisas sobre mim por 25 anos, e aqui estou: a ponto de ser a primeira mulher nomeada por um partido nacional para ser presidente”, rebateu.

(Com AFP)

Member of The Internet Defense League