Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sanções contra a Coreia do Norte seguirão até desnuclearização, dizem EUA

Embaixador americano na Coreia do Sul comentou relação entre países pouco antes de novo encontro entre Trump e Kim Jong-un

O embaixador dos Estados Unidos na Coreia do Sul, Harry Harris, afirmou nesta quinta-feira em relação à cúpula com a Coreia do Norte que será realizada no final de mês, que as sanções sobre Pyongyang serão mantidas até que o regime conclua sua “desnuclearização”.

Harris discursou em um fórum realizado em Seul, em que discutiu a reunião que será realizada entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, em Hanói (Vietnã), nos dias 27 e 28 deste mês para avançar no diálogo sobre desarmamento.

“Os Estados Unidos e nossos aliados sul-coreanos concordam que as sanções serão mantidas que a República Popular Democrática da Coreia (RPDC, nome oficial da Coreia do Norte) faça sua total desnuclearização”, disse o diplomata, em declarações divulgadas pela agência de notícias Yonhap.

“Nosso objetivo ainda é o mesmo: conseguir a nossa meta em comum de uma desnuclearização definitiva e totalmente verificada da RPDC, como o líder Kim prometeu, em Singapura”, acrescentou.

Kim e Trump se reuniram pela primeira vez em Singapura, no ano passado, para tentar o desarmamento norte-coreano.

A expectativa é que esta segunda cúpula sirva para aparar as diferenças e concordar com clareza que tipo de desarmamento Pyongyang estaria disposto a realizar e em que prazos poderia cumpri-lo, além de estabelecer uma série de “medidas correspondentes” que o regime reivindicou aos Estados Unidos.

Member of The Internet Defense League