Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rubio e Cruz juntam forças para atacar Trump em debate

'Se Trump não tivesse herdado 200 milhões de dólares (800 milhões de reais) de seu pai, estaria vendendo relógios em Manhattan atualmente', disse o senador Marco Rubio

Os pré-candidatos republicanos à Presidência dos Estados Unidos, Marco Rubio e Ted Cruz, adotaram na noite desta quinta-feira uma estratégia comum para atacar de todas as formas possíveis o magnata Donald Trump, em um debate extremamente belicoso que descambou várias vezes para o campo pessoal. Rubio e Cruz, que até agora tinham protagonizado vários duelos entre si, firmaram um cessar-fogo e se concentraram exclusivamente em atacar o favorito para a indicação republicana segundo as pesquisas e ganhador em três dos quatro primeiros estados a votar no processo de primárias.

Em praticamente cada uma de suas intervenções, seja qual fosse o tema em questão, os dois senadores de ascendência cubana aproveitaram para atacar diretamente Trump, que estava posicionado bem no meio dos dois. “Donald Trump é maleável, enquanto Ted Cruz não é maleável”, garantiu Cruz, que criticou o fato de Trump ter doado dinheiro a senadores que participaram da redação da proposta de reforma migratória de 2013 e condenou seus vínculos passados com a candidata democrata Hillary Clinton.

Leia também

Republicanos já não escondem a decepção com ascensão de Trump

‘Os Simpsons’ satirizam corrida eleitoral americana

Trump diz que Cruz é ‘doente’ e que gostaria de socar um manifestante

Um dos momentos de maior tensão da noite ocorreu quando Cruz se juntou às insinuações realizadas pelo ex-candidato presidencial republicano Mitt Romney e disse que, “presumivelmente”, se Trump ainda não divulgou sua declaração de impostos “é porque tem algo aí”. Apesar de Trump já ter se referido anteriormente à questão e explicado que suas contas estavam sendo submetidas a uma auditoria “rotineira” por parte do fisco e que, por isso, não podia publicá-las, Cruz insistiu que esta auditoria “evidencia a necessidade” de sua divulgação imediata. Porém, até o momento, Cruz e Rubio também não apresentaram suas declarações fiscais.

Rubio tentou de desqualificar o magnata logo no início do debate lembrando que Trump contratou imigrantes para seus empreendimentos na Flórida, “ao invés de americanos”. “Bem, sou o único aqui que contratou alguém!”, respondeu Trump em referência a sua carreira profissional, e comentou que os contratos na Flórida foram temporários quando havia “muita demanda” em alta temporada e em meio expediente, algo que “as pessoas não queriam fazer”.

Relógios e figurantes – “Se Trump não tivesse herdado 200 milhões de dólares (800 milhões de reais) de seu pai, estaria vendendo relógios em Manhattan atualmente”, atacou Rubio. O debate de esteve tão concentrado nos ataques de Cruz e Rubio a Trump que os outros dois candidatos em disputa, o neurocirurgião aposentado Ben Carson e o governador de Ohio John Kasich, quase não tiveram tempo para falar e ficaram relegados ao segundo plano, como meros figurantes no palco, em Houston, no Texas. Na próxima terça-feira, mais de dez estados, entre eles o Texas, realizarão suas prévias eleitorais, a chamada Super Terça – dia em que podem ser definidos tanto o candidato republicano como o democrata.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League