Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Revisão de assinaturas para referendo contra Maduro deve terminar no início de junho

Segundo a diretora do Conselho Nacional Eleitoral, o número de assinaturas entregues pela oposição excede o número exigido pelo CNE

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela deve concluir no dia 2 de junho o processo de revisão das assinaturas entregues pela oposição para dar entrada ao processo do referendo revogatório do mandato do presidente Nicolás Maduro. A informação foi divulgada pela diretora do CNE Socorro Hernandéz, durante uma entrevista para a emissora VTV.

De acordo com os dados divulgados por Socorro, a oposição entregou 200.197 planilhas, das quais 21.560 não estavam totalmente preenchidas com assinaturas e outras 807 foram enviadas sem cópias. O número de assinaturas entregues excede o número exigido pelo CNE para solicitar o início do processo (195.721 assinaturas, ou 1% do colégio eleitoral).

Leia mais:

Oposição venezuelana convoca marcha em defesa de referendo contra Maduro

Dirigente da oposição é assassinado na Venezuela

Comissão governista aponta “fraude” em referendo contra Maduro

A diretora do órgão eleitoral afirmou também que hoje foi realizada uma reunião com representantes dos dois blocos políticos venezuelanos, na qual os dois lados apresentaram quais serão seus próximos passos a partir desse momento.

Socorro garantiu que o encontro foi muito positivo e que todos os representantes estão cientes da responsabilidade que possuem na manutenção da paz no país. Ela pediu aos líderes políticos que tentem reduzir a tensão e condenou “enfaticamente” o caminho da violência. Hernández não disse nada sobre o tempo total do processo do referendo ou se a consulta seria realizada ainda esse ano, como quer a oposição.

Na quarta-feira, milhares de venezuelanos foram às ruas para protestar contra o governo de Nicolás Maduro e exigir a contagem imediata das assinaturas pelo CNE. Os manifestantes se concentraram em cidades de todos os estados do país. Alguns protestos se tornaram violentos e os policiais usaram gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League