Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quem estava a bordo do voo MS804 da EgyptAir?

56 passageiros e dez tripulantes estavam no avião que desapareceu na noite de quarta-feira

Segundo a companhia aérea EgyptAir, 66 pessoas estavam a bordo do avião que desapareceu na noite da última quarta-feira, entre eles 56 passageiros e dez tripulantes. A empresa afirmou que até que todas as famílias das vítimas sejam notificadas não irá divulgar detalhes sobre os passageiros, mas, menos de dois dias após o desastre, os primeiros nomes e os rostos das pessoas à bordo do voo MS804 são revelados pela imprensa internacional.

Entre as vítimas do acidente estão 30 egípcios, 15 franceses, dois canadenses e uma pessoa de cada um dos seguintes países: Argélia, Bélgica, Chade, Iraque, Kuwait, Portugal, Arábia Saudita e Sudão, segundo a emissora CNN. Um cidadão britânico que possui nacionalidades australiana e egípcia também estava a bordo da aeronave.

Leia mais:

Partes de corpos, pertences pessoais e destroços do avião são encontrados, anuncia EgyptAir

EgyptAir recua e diz que destroços de avião não foram localizados

Em 2015, Egito contrariou EUA e Rússia ao descartar terrorismo

Um casal franco-argelino viajava com seus dois filhos, um de 2 anos e outro ainda bebê, cuja idade não foi informada. De acordo com o jornal britânico The Guardian, Richard Osman, um geólogo britânico de 40 anos, viajava ao Egito a trabalho. Seu irmão relatou à imprensa que sua esposa, Aurelie, deu à luz recentemente.

O fotógrafo francês Pascal Hess, 51, quase não embarcou no avião na quarta-feira porque havia perdido seu passaporte. Segundo um de seus amigos relatou ao jornal La Depeche, pouco antes do horário do voo o documento de Hess foi encontrado na rua e devolvido para ele. Ele viajava ao Egito para férias de 10 dias no Mar Vermelho. Um empresário egípcio também mudou seus planos pouco antes da decolagem. Seu voo estava previsto só para essa sexta-feira, mas ele decidiu se adiantar e trocou sua passagem para o MS804.

Tripulação – O piloto que comandava a aeronave era o egípcio Mohamed Said Shoukair, de 36 anos. Ele tinha experiência de 6.275 horas de voo, incluindo 2.102 horas com o modelo Airbus A320, o mesmo do voo MS804. Segundo o jornal Daily Mail, Shoukair tinha sido promovido poucos dias antes do desaparecimento do avião. Ele foi descrito pelo vice-presidente da EgyptAir, Ahmed Adel, como um “capitão bem treinado e altamente disciplinado”.

O copiloto do avião era o egípcio Mohamed Mamdouh Assem, de 24 anos. Ele tinha 2.766 horas de voo de experiência e vivia no Cairo. Dois outros funcionários da companhia aérea também foram identificados pelo The Guardian: os egípcios Mervat Zakaria e Samar Ezz Eldin, de 27 anos.

O voo MS804, que fazia o trajeto Paris – Cairo, desapareceu dos radares às 2h39 de quinta-feira no horário de Paris (21h39 de quarta-feira no horário de Brasília), quando deixava o espaço aéreo grego e entrava no espaço aéreo egípcio. O ministro grego da Defesa grego, Panos Kammenos, informou que a aeronave “fez um giro de 90 graus à esquerda, seguindo de um de 360 ​​graus para a direita, caindo de 37.000 a 15.000 pés”, antes de desaparecer dos radares.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League