Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Queda de avião de passageiros deixa 62 mortos na Rússia

Acidente aconteceu quando a aeronave se aproximava para uma segunda tentativa de pouso

A queda de um avião de passageiros na Rússia matou todas as 62 pessoas a bordo na madrugada deste sábado. O acidente com o Boeing 737-800 da companhia FlyDubai aconteceu durante a aterrissagem no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul da Rússia. A aeronave, que vinha de Dubai, transportava seis tripulantes e 55 passageiros, entre eles quatro crianças.

As autoridades russas já localizaram uma das duas caixas-pretas do avião. “Uma das caixas-pretas já foi encontrada. Continuam as buscas pela segunda”, informou aos veículos de imprensa russos o porta-voz do Comitê de Instrução (CI) da Rússia.

Segundo as autoridades aeroportuárias, o avião se chocou violentamente contra o solo ao realizar sua segunda tentativa de pouso. No momento do acidente, um denso nevoeiro cobria a pista do aeroporto e a visibilidade era baixa. A colisão do Boeing foi seguida por uma explosão e incêndio, segundo as autoridades.

De acordo com a agência de notícias EFE, todos os passageiros eram cidadãos russos que tinham passado férias em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Mais de 100 efetivos dos serviços de emergência da Rússia foram enviados ao local do acidente para extinguir o incêndio, mas não há esperanças de encontrar sobreviventes nos destroços.

Os serviços de resgate trabalham na coleta dos restos mortais dos 55 passageiros e dos sete tripulantes que morreram na tragédia. “O avião ficou em pedaços. Neste momento, os especialistas estão trabalhando na localização dos destroços do Boeing e dos fragmentos e corpos humanos”, revelou à agência russa “Interfax” uma fonte nos serviços de emergência.

Em 31 de outubro do ano passado, a queda de um avião de passageiros russo no Egito provocou a morte de 224 pessoas. Investigadores acreditam que uma bomba a bordo causou o desastre. O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria da ação.

(Com agência EFE)

Member of The Internet Defense League