Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia detém dezenas por ataque em parque paquistanês; mortos passam dos 70

Subiu para 72 mortos e 320 feridos o balanço de vítimas do atentado suicida cometido na noite de domingo em um parque público da cidade de Lahore, no Paquistão, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais. O governo também comunicou que a polícia e o Exército, em operações conjuntas, detiveram 50 pessoas suspeitas de estar envolvidas no atentado.

“As agências de inteligência, o Exército e os Rangers estão realizando cinco operações em Lahore, Faisalabad e Multam desde ontem. As operações continuam com novas pistas”, disse o general Asim Bajwa. O porta-voz militar indicou que foram detidos terroristas e colaboradores do ataque, além de apreender armas e munição. Segundo o canal de televisão paquistanês Geo TV, entre os detidos estão três irmãos do suspeito de cometer o atentado suicida, um jovem de 28 anos identificado apenas como Yousuf.

Leia também

Atentado em parque mata ao menos 65 no Paquistão

No momento do ataque, o parque de Gulshan-e-Iqbal estava lotado de cristãos que celebravam a Páscoa. Entre as vítimas, há dezenas de crianças que estavam brincando no local. As autoridades do Paquistão decretaram três dias de luto devido ao atentado em Lahore, cidade natal do primeiro-ministro Nawaz Sharif. O movimento Jamaat-ul-Ahrar, ligado ao grupo islâmico Talibã, assumiu a autoria do ataque.

Em nome do papa Francisco, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, lamentou o atentando. “O terrível ataque contra dezenas de inocentes no parque de Lahore gera uma sombra de tristeza e angústia na festa de Páscoa. Mais uma vez, o ódio homicida recai sobre pessoas indefesas”, disse.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League