Clique e assine com 88% de desconto

Polícia argentina faz buscas em propriedades de Cristina Kirchner

Operação faz parte de investigação acerca de fraudes na empresa Los Sauces S.A., pertencente à ex-presidente e seus filhos

Por Da Redação - 6 maio 2016, 17h35

A polícia de Buenos Aires realizou buscas em propriedades da empresa Los Sauces S.A., pertencente a Cristina Kirchner e sua família, na tarde desta sexta-feira. A ação seguiu ordens do juiz federal Claudio Bonadio, que coordena a investigação contra a ex-presidente argentina e seu filho Máximo por supostos delitos de enriquecimento ilícito e falsificação de documentos públicos.

“Queremos saber quem paga as despesas de quatro propriedades, três em Porto Madero e uma no centro”, detalhou uma fonte da investigação ao jornal argentino Clarín.

A primeira busca ocorreu na sede da administração de três propriedades da Los Sauces. A ordem judicial permitia a apreensão de computadores, tablets e outros “elementos semelhantes”. Em uma das incursões da polícia, as pessoas que estavam na propriedade se negaram a abrir a porta. Os oficiais retornaram uma hora depois e entraram à força no local.

Leia também:

Continua após a publicidade

Promotoria argentina faz nova acusação contra Cristina Kirchner

Cristina Kirchner se recusa a responder perguntas de juiz, a quem chamou de ‘incompetente’

A Los Sauces foi constituída em 2006 pelo então presidente Néstor Kirchner, morto em 2010, para administrar as propriedades da família. Segundo a denúncia de uma deputada da oposição, a empresa havia alugado imóveis aos empresários Lázaro Báez e Cristóbal López com o objetivo de encobrir pagamentos de propinas e facilitação em licitações. Os dois são muito próximos à família e atualmente são investigados por grande crescimento de seus negócios durante o período dos Kirchner no poder.

(Da redação)

Publicidade