Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paquistão detém mais de 30 mil pessoas após atentado em Lahore

Maioria foi liberada após ser interrogada, mas pelo menos 1.010 continuam sob custódia

Desde a última terça-feira, as autoridades paquistanesas vêm realizando uma campanha de operações em resposta ao atentado que deixou 73 mortos na cidade de Lahore. Segundo uma fonte oficial, mais de 31,5 mil pessoas foram detidas no período. A grande maioria – 29.552 – foi posta em liberdade após ser interrogada, mas pelo menos 1.010 ainda estão sob custódia policial. A porta-voz da corporação, Nabeela Ghazanfar, não soube precisar o que ocorreu com as outras pessoas detidas.

Segundo Ghazanfar, de terça a sábado foram realizadas 1.485 batidas em toda a região. Durante o período, pelo menos uma pessoa morreu na ação dirigida pelo Departamento Antiterrorista. Nas últimas 24 horas, as autoridades realizaram 130 operações.

LEIA TAMBÉM:

Internautas querem Torre Eiffel com cores do Paquistão após atentado

Polícia detém dezenas por ataque em parque paquistanês

Um atentado no parque Gulshan Iqbal de Lahore deixou 73 mortos e 359 feridos no domingo passado. O grupo Jaamat-ul-Ahrar (JuA) reivindicou a ação e sinalizou que era contra cristãos, embora a maioria das vítimas fosse de muçulmanos – apenas 10 mortos eram cristãos.

Trata-se do pior atentado no Paquistão desde o ataque a uma escola de Peshawar, em 2014, no qual morreram 125 crianças. A tragédia motivou a reinstalação da pena de morte no país.

(Com agência EFE)

Member of The Internet Defense League