Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa pede força e apoio para vítimas do terremoto no Equador

Presidente, Rafael Correa, que estava em visita ao Vaticano, antecipou a volta ao país

O papa Francisco falou neste domingo sobre o terremoto que atingiu o Equador e pediu a “ajuda de Deus e dos irmãos” para prestar ajuda às vítimas da tragédia. “Um violento terremoto atingiu o Equador nesta noite, causando várias vítimas e enormes danos. Rezemos por sua população, e também pela do Japão, onde se registraram alguns terremotos nestes dias”, disse o papa após a reza do Regina Coeli, que substitui o Ângelus durante o período pascal.

Um tremor de magnitude 7,8 graus na escala Richter atingiu o litoral norte do Equador na noite de sábado, provocando até o momento a morte de 77 pessoas e deixando quase 600 feridos. Após o desastre, que causou vários danos materiais, o governo do país declarou estado de emergência nas províncias afetadas – Esmeraldas, Manabí, Guaias, Santo Domingo de los Tsáchilas, Los Ríos e Santa Elena. O tremor ocorreu por volta das 19h (20h em Brasília), com epicentro entre os balneários de Cojimés e Pedernales, na província de Manabí.

Leia também:

Terremoto deixa ao menos 77 mortos e 558 feridos no Equador

Japão esvazia milhares de casas após terremoto; buscas por sobreviventes continuam

Terremotos deixam ao menos 29 mortos no Japão

O vice-presidente do país, Jorge Glas, viajou neste domingo para Manabí, região mais afetada pelo terremoto, para avaliar a situação e coordenar o auxílio à população. Segundo Glas, a situação é particularmente complexa em Pedernales, onde as equipes de resgate têm tido dificuldades para chegar.

O governo do Equador enviou 10.000 soldados e 3.500 policiais às regiões afetadas, enquanto o presidente, Rafael Correa, que estava em visita ao Vaticano, antecipou a volta ao país.

(Da redação com agência EFE)

Member of The Internet Defense League