Clique e assine com 88% de desconto

Obama pede a jovens britânicos que rejeitem pessimismo

Neste sábado, em visita a Londres, o presidente americano se reuniu com 500 jovens líderes e visitou o Teatro Globe para homenagear os 400 anos da morte do escritor inglês William Shakespeare

Por Da Redação - 23 abr 2016, 11h46

O presidente americano, Barack Obama, conversou neste sábado com 500 jovens britânicos no último dia de sua passagem por Londres. No encontro, ele pediu para que os jovens rejeitem “o pessimismo e o cinismo” e afirmou que o progresso é possível. Citando o ex-presidente John F. Kennedy, disse que os “problemas são feitos pelos homens e podem ser resolvidos pelos homens”.

O encontro aconteceu um dia após Obama ter afirmado que o Reino Unido ficaria em “último lugar na fila” para realizar acordos com os Estados Unidos caso saia da União Europeia.

Leia também:

Em visita à família real britânica, Obama almoça com Elizabeth II, janta com William – e brinca com George

Continua após a publicidade

Obama faz apelo a povo britânico para que opte por permanência na UE

Questionado sobre ameaças terroristas, Obama afirmou que manter as pessoas em segurança e prevenir ataques nos Estados Unidos e Reino Unido é um de seus maiores desafios. O presente também afirmou que o encontro com os jovens foi inspirador e lhe rendeu novas ideias.

Shakespeare – Mais cedo, Obama visitou o Teatro Globe de Londres para homenagear os 400 anos da morte do escritor inglês William Shakespeare. Algumas cenas de Hamlet foram especialmente interpretadas para Obama. “Foi maravilhoso, não queria que acabasse”, declarou após a apresentação no teatro circular a céu aberto, às margens do rio Tâmisa, reconstruído em 1996 de maneira similar ao que foi incendiado em 1613 e no qual foram encenadas as obras de Shakespeare durante sua vida.

Publicidade