Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama diz que ignorar as consequências na Líbia foi “pior erro” de seu governo

Em entrevista a uma TV, o presidente americano disse que o melhor feito de seu mandato foi “salvar a economia da grande depressão”

Em entrevista à emissora Fox News, Barack Obama afirmou nesta segunda-feira que a pior falha de seu governo foi a falta de preparação para as consequências da retirada do ditador líbio Muamar Kadafi do poder. Apesar disso, o presidente dos Estados Unidos declarou que a intervenção na Líbia foi “a coisa certa a ser feita”.

Durante o levante de 2011, os Estados Unidos e outros países realizaram ataques planejados para proteger os civis. Porém, após a morte de Kadafi, a Líbia foi tomada por milícias e dois parlamentos opostos se formaram. No início do mês, um governo de unidade nacional apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) chegou à capital Trípoli e está aguardando para tomar o poder.

Leia também

Homem é preso por ameaças de morte a Obama e pré-candidatos dos EUA

Obama pede que Congresso adote medidas para impedir evasão fiscal de empresas

Obama alerta para ameaça de terrorismo nuclear

Obama já havia expressado ressentimentos em relação ao ocorrido na Líbia no mês passado, quando falou à revista The Atlantic. Na ocasião, afirmou que apesar de as operações terem saído como esperado, a Líbia agora está “uma bagunça”. O presidente também criticou a postura da França e da Grã-Bretanha após a intervenção.

Na entrevista à rede de TV, Obama disse ainda que o melhor feito de seu mandato foi “salvar a economia da grande depressão”. Ele falou também que o dia em que foi aprovada a reforma no sistema de saúde foi o melhor de seu governo. Já o pior foi quando precisou discursar após o massacre na escola Sandy Hook, quando um atirador invadiu uma escola infantil e matou vinte crianças e seis professores. Na ocasião, em dezembro de 2012, o presidente não conseguiu segurar as lágrimas e chorou diante das câmeras.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League