Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que aconteceu com Bernard Law, o padre vilão do filme ‘Spotlight’?

Em 2002, o jornal 'The Boston Globe' revelou centenas de casos de pedofilia cometidos por padres da Igreja Católica e o acobertamento dos crimes pelo arcebispo Law

Spotlight ganhou o Oscar de Melhor Filme no último domingo, com a história que reconstrói as investigações dos jornalistas do jornal The Boston Globe para revelar os casos de pedofilia dentro da Igreja Católica. O filme denunciou a inação do arcebispo de Boston, Bernard Law, que entre 1984 e 2002 encobriu casos de abuso sexual cometidos por quase uma centena de padres.

Em 2002, a reportagem investigativa do jornal foi publicada e provocou um grande escândalo midiático. O cardeal Law acabou renunciando ao seu cargo. Contudo, segundo a emissora britânica BBC, a carreira eclesiástica do arcebispo não acabou, apesar de toda a pressão sob ele, que já foi considerado o sacerdote mais influente dos Estados Unidos no Vaticano.

Leia também:

Bispos não são obrigados a relatar abuso infantil, diz Vaticano

Jornal do Vaticano elogia filme ‘Spotlight’ por dar voz a vítimas de abuso

Papa e Macri têm encontro breve e formal no Vaticano

A sua renúncia foi aceita pelo então papa João Paulo II, mas Law se mudou para Roma e, em 2004, foi nomeado arcipreste da Igreja de Santa Maria Maggiore, uma das quatro basílicas mais importantes da capital italiana, construída entre 432 e 440. Em abril de 2005, celebrou uma missa na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

O cargo que exerce em Santa Maria Maggiore não é extremamente importante na hierarquia da Igreja Católica, é mais honorífico. Porém, Law não só manteve sua influência, como também não se preocupou em viver em sigilo, pode ser visto com frequência em celebrações religiosas ou eventos diplomáticos. O religioso manteve, inclusive, seu cargo no Colégio dos Cardeais e na Congregação para os Bispos, podendo assim continuar a nomear os bispos nos Estados Unidos.

Law nunca foi acusado de nenhum crime nem convidado a depor sobre os casos de pedofilia que aconteceram sob seu anos de comando da arquidiocese de Boston.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League