Clique e assine com 88% de desconto

Moradores começam a voltar à cidade histórica de Palmira

Exército da Síria reconquistou há duas semanas a cidade, controlada pelo Estado Islâmico desde maio do ano passado

Por Da Redação - 8 abr 2016, 21h37

Dezenas de famílias começaram a retornar à cidade histórica de Palmira, na Síria, que permaneceu sob o controle dos terroristas do Estado Islâmico por dez meses, até ser reconquistada pelo Exército sírio em 27 de março. Segundo informou a agência oficial de notícias Sana nesta sexta-feira, o governador de Homs, Talal al-Barazi, afirmou que as pessoas que fugiram após a invasão dos extremistas estão começando a voltar à cidade, cujas ruínas greco-romanas são Patrimônio Mundial da Unesco.

Leia mais:

Vala com 40 corpos decapitados é encontrada em Palmira

Exército sírio retoma controle de Palmira e expulsa EI

Continua após a publicidade

Enquanto isso, unidades militares sírias, junto com as forças russas, continuam os trabalhos de desativar as minas na periferia, onde o EI colocou centenas de bombas e artefatos explosivos.

Al-Barazi acrescentou que as equipes de manutenção estão reestabelecendo as redes elétrica, de telecomunicações e o sistema de água. A expectativa é concluir os trabalhos em algumas semanas.

Ele adiantou que as pessoas que voltaram a Palmira, de onde fugiram 3.000 famílias, poderão exercer seu direito a voto nesta cidade nas eleições parlamentares do dia 13, já que serão instalados quatro centros de votação. Outros dois serão colocados em Al-Qaryatain, cujos soldados governamentais recuperaram o domínio no último dia 3.

Leia também:

Continua após a publicidade

Rebeldes da Síria tomam maior parte de cidade considerada bastião do Estado Islâmico

EI destruiu mosteiro cristão mais antigo do Iraque

O EI conquistou Palmira e outras localidades em 20 de maio do ano passado em uma ofensiva no leste da província central de Homs, fronteira com o Iraque.

(Com EFE)

Publicidade