Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morador de rua bêbado provocou falso alerta de bomba que parou aeroporto na Holanda

O polonês afirmou que era um terrorista e que carregava uma bomba, mas desmentiu a informação

Um morador de rua polonês bêbado foi o responsável pelo fechamento do aeroporto Amsterdã-Schiphol na última terça-feira. O homem de 25 anos mentiu quando disse que era um terrorista, provocando a evacuação de um dos aeroportos mais movimentados da Europa, e foi acusado nessa quinta-feira por falsa ameaça de bomba. Apesar de liberado pela promotoria, o polonês terá de comparecer a um tribunal de Haarlem, sul de Amsterdã, no próximo dia 21 de junho.

O homem, cuja identidade não foi divulgada, carregava duas mochilas e as abandonou do lado de fora do aeroporto. Chamado, o esquadrão antibombas não localizou explosivos. “Quando as forças de segurança perguntaram se tinha uma bomba, primeiro ele disse que sim e depois desmentiu. Por isso foi preso”, afirmou a Promotoria holandesa.

Leia também:

FBI informou Holanda sobre irmãos Bakraoui uma semana antes dos atentados

Holanda prende francês suspeito de preparar atentado

Dezenas de agentes fortemente armados evacuaram na noite de terça-feira centenas de pessoas do aeroporto depois de terem sido informados de uma “situação suspeita”, exatamente três semanas depois dos atentados de Bruxelas que deixaram 32 mortos no aeroporto de Zaventem e no metrô.

Schiphol, localizado a 16 quilômetros da capital holandesa Amsterdã, é um dos centros aéreos mais importantes da Europa e por ali transitam 50 milhões de passageiros todos os anos. É o quarto maior aeroporto europeu, com conexões aéreas com 319 destinos do mundo.

A tensão é muito grande na Europa desde os atentados de 22 de março na capital belga, reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI), assim como os de 13 de novembro em Paris, que deixaram 130 mortos. Por precaução, o governo holandês aumentou as medidas de segurança em estações de trem e aeroportos, além de reforçar os controles na fronteira com a Bélgica.

(Com agência France-Presse)

Member of The Internet Defense League