Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Iraque teme que Estado Islâmico tenha roubado material radioativo

O material pode causar danos permanentes, ou até a morte, a quem ficar exposto às substâncias

As autoridades do Iraque tentam localizar uma porção de 10 gramas de material radioativo roubado em novembro de 2015 e que pode ter ido parar nas mãos do grupo extremista Estado Islâmico (EI). O material estava armazenado em uma caixa de proteção do tamanho de um laptop, em um depósito em Basra, no sul do Iraque, que pertence à companhia americana Weatherford.

As substâncias radioativas extraviadas servem para testar fissuras em materiais de gasodutos e oleodutos, processo similar a uma radiografia. O material químico, denominado Irídio-192, é classificado na ‘categoria 2’ pela Agência Internacional de Energia Atômica, o que indica que pode causar danos permanentes, ou até a morte, a quem ficar exposto à substância.

Leia também:

Coalizão internacional contra o EI decide acelerar campanha militar

Em novo vídeo, EI ameaça inimigos com algo que os fará “esquecer 11/9 e atentados de Paris”

Obama está disposto a atacar Estado Islâmico na Líbia

Em Washington, uma autoridade americana disse que os Estados Unidos estavam cientes de que o Iraque havia relatado o desparecimento de um recipiente contendo Irídio-192, à Agência Internacional de Energia Atômica das Nações Unidas, em novembro. “Eles estão procurando por isso desde então. Se foi somente perdido ou de fato roubado, não está claro”, afirmou a autoridade, que pediu o anonimato.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League