Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hillary recusa convite para último debate com Sanders

A favorita nas prévias do Partido Democrata preferiu dedicar seu tempo à campanha eleitoral antes das prévias de 7 de junho

Perto de conquistar a indicação democrata na briga pela Casa Branca, a pré-candidata Hillary Clinton descartou, nesta segunda-feira, participar de um último debate proposto pela emissora Fox News contra seu oponente nas prévias, Bernie Sanders.

O debate aconteceria na Califórnia, um dos Estados em que ocorrem prévias em 7 de junho, junto com Montana, Nova Jersey, Novo México e Dakota do Sul, além do caucus na Dakota do Norte. “Achamos que é melhor dedicar o tempo de Hillary Clinton a fazer campanha e a se encontrar diretamente com os eleitores para preparar a campanha da eleição geral”, explicou a diretora de Comunicação da candidata, Jennifer Palmieri, em um comunicado.

Sanders se disse “decepcionado, mas não surpreso” com a decisão de sua adversária de não confrontá-lo antes da maior e mais importante primária no processo das prévias eleitorais. “Pela democracia e pelo respeito aos eleitores da Califórnia, um debate animado seria indicado para que pudessem determinar que ideias apoiam”, declarou o senador por Vermont. Na semana passada, Hillary disse que acreditava ser “impossível” que a indicada democrata para as eleições de novembro não seja ela.

Apesar da significativa vantagem da ex-secretária de Estado, Sanders continua se recusando a desistir da corrida. Em entrevista à rede CNN, o democrata considerou “inaceitável” o comportamento dos superdelegados que vêm apoiando Clinton, antes mesmo que a situação dentro do partido esteja definida. Superdelegados são cargos orgânicos ou eleitos que escolhem o candidato à margem dos eleitores. Desses, 525 já declararam apoio a Clinton e apenas 39 a Sanders – todos, contudo, podem mudar de voto a qualquer momento.

Leia também:

Pesquisa mostra Trump a um passo de alcançar Hillary na corrida eleitoral

Hillary dá por encerrada disputa democrata: vitória de Sanders ‘é impossível’

Trump se diz disposto a encontrar ditador norte-coreano

Trump – Ao falar em uma convenção do influente Sindicato dos Trabalhadores em Serviços, Hillary dedicou o maior tempo de seu discurso a criticar o provável candidato republicano, Donald Trump. “Muitos dos próprios republicanos dizem que ele é um desastre esperando para acontecer na América”, afirmou. A ex-secretária de Estado ressaltou o histórico do magnata na administração de seus negócios. “Ele poderia quebrar a América, como quebrou suas companhias”, disse Clinton. “Quero dizer, se perguntem, como alguém consegue perder dinheiro administrando um cassino?”, ironizou a pré-candidata, se referindo a um dos empreendimentos de Trump.

(Com AFP)

Member of The Internet Defense League