Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grandes empresas britânicas são contra saída da UE

Os presidentes de algumas das maiores empresas britânicas, entre elas a EasyJet, a Vodafone e a Shell, publicaram nos principais jornais da imprensa local uma carta aberta defendendo a permanência do Grã-Bretanha na União Europeia (UE). Os britânicos devem ir às urnas no próximo dia 23 de junho para decidir sobre o futuro do país em referendo convocado pelo premiê David Cameron neste final de semana.

Segundo os executivos, a Grã-Bretanha “será mais forte, mais seguro e melhor se continuar como um membro” do bloco europeu. “Após o acordo assinado pelo primeiro-ministro, acreditamos que a Grã-Bretanha se beneficiará mais permanecendo na UE. Ele assegurou um compromisso do bloco em reduzir o fardo das regulamentações, aprofundando o mercado único e assinado acordos de trocas internacionais cruciais”, disseram os empresários sobre o acordo assinado por Cameron em Bruxelas após longa discussão com seus colegas europeus na semana passada.

Leia também

Cameron apresenta ao Parlamento acordo para não sair da UE

Britânicos decidirão em 23 de junho se permanecem na UE

UE chega a acordo para permanência da Grã-Bretanha no bloco

A carta foi assinada pelos presidentes de cerca de um terço das empresas listadas no FTSE 100, o índice principal da Bolsa de Valores de Londres. O pedido para sair do bloco, no entanto, também tem um forte representante. O prefeito da cidade de Londres, Boris Johnson, anunciou no começo desta semana que fará campanha a favor da saída da UE. A decisão do carismático e popular prefeito representa um duro golpe para Cameron, que é do mesmo partido de Johnson, o Conservador.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League