Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França deixará imigrantes irem à Grã-Bretanha se Londres sair da UE

Se a Grã-Bretanha decidir que quer sair da União Europeia em um referendo marcado para junho, a França irá permitir que imigrantes sigam para o território britânico retirando os controles de fronteiras e “estendendo um tapete vermelho” para os banqueiros que quiserem deixar Londres, disse nesta quinta-feira o ministro da Economia francês, Emmanuel Macron.

“No dia em que esta relação se desfizer, os imigrantes não ficarão mais em Calais [porto francês de acesso ao Canal da Mancha], e certamente teremos banqueiros querendo vir para a França”, afirmou Macron ao jornal Financial Times antes de uma cúpula de segurança anglo-francesa. Ele acrescentou que também podem ser criados obstáculos para o comércio bilateral, e que um acordo que permite à Grã-Bretanha realizar inspeções nas fronteiras para deter imigrantes indesejados do lado francês do Canal também pode ser desfeito.

Leia também

Grandes empresas britânicas são contra saída da UE

Cameron apresenta ao Parlamento acordo para não sair da UE

Britânicos decidirão em 23 de junho se permanecem na UE

Ele acrescentou que a “energia coletiva da UE seria gasta no desmonte dos laços existentes, não na recriação de novos” se os eleitores britânicos rejeitarem a permanência no bloco. Os britânicos devem ir às urnas no próximo dia 23 de junho para decidir sobre o futuro do país em referendo convocado pelo premiê David Cameron.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League