Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Família de menino negro morto por policial nos EUA receberá US$ 6 milhões

Tamir Rice foi baleado após apontar arma de brinquedo em parque de Cleveland

A cidade de Cleveland, no Estado de Ohio, nos EUA, terá de pagar 6 milhões de dólares (mais de 21 milhões de reais) à família de Tamir Rice, um menino negro de 12 anos que foi baleado e morto por um policial branco depois de ter apontado uma pistola de brinquedo para diversas pessoas em um parque, em novembro de 2014.

Um comunicado divulgado pelo Tribunal Distrital de Cleveland nesta segunda-feira diz que a cidade vai pagar 3 milhões de dólares neste ano e 3 milhões de dólares no ano que vem.

O processo de morte por negligência foi movido por sua família e pelo Estado contra a cidade e agentes que estavam envolvidos, afirmando que a polícia agiu de forma imprudente ao confrontar o menino no dia 22 de novembro de 2014. Segundo a polícia de Cleveland, o garoto desobedeceu à ordem de levantar as mãos.

Leia mais:

EUA: garoto de 12 anos com arma falsa é morto pela polícia

Polícia divulga vídeo em que menino com arma de brinquedo é morto

Imagens gravadas mostraram um carro da polícia chegando e o policial Timothy Loehmann disparando dois segundos após abrir a porta do carro. Além disso, os policiais não prestaram os primeiros socorros até quatro minutos depois do ocorrido, quando um agente paramédico do FBI chegou. O menino morreu no dia seguinte. Tamir morava do outro lado da rua do parque, aonde costumava ir quase todos os dias.

“Em situações como essa, não há justiça. Nada trará Tamir de volta. Sua morte desnecessária e prematura deixará um vazio que jamais será preenchido naqueles que o conheciam e o amavam”, disseram os advogados da família, segundo o jornal americano The New York Times.

O caso provocou indignação no país, que já realizava manifestações para protestar contra a impunidade de policiais brancos na morte de negros.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League