Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Entenda as diferenças entre a Igreja Católica e a Ortodoxa

Na semana passada, o papa Francisco e o chefe da Igreja Ortodoxa russa, Cirilo I, protagonizaram o primeiro encontro entre os líderes das duas Igrejas em quase 1.000 anos

Na semana passada, o papa Francisco protagonizou um encontro histórico com o líder da Igreja Ortodoxa russa, Cirilo I. Os dois se reuniram em Havana, Cuba, no primeiro encontro entre os líderes das duas Igrejas em quase 1.000 anos. Após a reunião, os dois divulgaram uma declaração conjunta e disseram estarem prontos para tomar as medidas necessárias para superar as diferenças históricas, dizendo que não são competidores, mas irmãos.

Leia também:

Papa tem encontro histórico com líder ortodoxo: ‘Irmãos’

Jovem ‘egoísta’ quase derruba papa em evento no México

Apesar de católicos romanos e ortodoxos terem uma história comum, uma série de dificuldades ocasionou o distanciamento entre os dois grupos religiosos. Desde o Império Romano e durante a Idade Média, a Igreja Católica possuía duas sedes principais, uma localizada em Roma, no Ocidente, e outra na cidade de Constantinopla, no Oriente. Ficou acordado entre as duas partes da Igreja que a capital do Império seria Roma.

Ao longo dos séculos as duas Igrejas cultivaram desigualdades culturais e políticas que depois de vários enfrentamentos chegaram a causar a divisão do próprio Império Romano entre Ocidental e Oriental, no século IV. A separação formal entre as Igrejas Católica e Ortodoxa aconteceu em 1054, no que ficou conhecido como Cisma do Oriente.

Confira a seguir as principais diferenças práticas entre as duas religiões.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League