Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Doping de Sharapova faz vendas de medicamento disparar na Rússia

O medicamento que contém a substância meldonium ganhou um reforço inesperado no marketing: a tenista russa Maria Sharapova. Após ser pega no exame antidoping justamente por utilizar o meldonium, as vendas do remédio dispararam na Rússia. De acordo com uma reportagem do Washington Post desta segunda-feira, citando números da farmacêutica que fabrica a droga, as vendas em março já são o dobro das de fevereiro, e o mês ainda está na metade.

Além da propaganda gratuita feita pela bela tenista, no site da fabricante Grindex, a promessa dos benefícios da droga é tentadora. “Ao usar o meldonium da Grindex, pode-se sentir um efeito tonificante, a memória melhora, o pensamento torna-se mais rápido, seus movimentos tornam-se mais ágeis, e seu corpo torna-se mais capaz de defender-se contra condições adversas”, informa o texto. Apesar de a descrição soar como uma panaceia, a droga é indicada para pacientes cardíacos que sofrem ou já sofreram de angina e alterações no miocárdio.

Leia também

Doping por Meldonium, uma nova ameaça para a Rio-2016

Batmóvel russo: Putin inspeciona novo veículo do serviço secreto da Rússia

O remédio cardíaco está há décadas no mercado dos países do leste europeu e seus efeitos estimulantes são conhecidos há anos. Em 2009, tropas soviéticas que estavam lutando no Afeganistão recebiam comprimidos de meldonium para aumentar a resistência física. Como o preço do remédio é baixo, apenas 16 reais por uma caixa com 40 comprimidos, e há extrema facilidade para compra-lo sem licença médica, grande parte do público está consumindo o meldonium como um estimulante. Graças à Sharapova.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League