Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra imigração, Áustria ergue muro na fronteira com Itália

O governo da Áustria iniciou nesta segunda-feira a construção de uma barreira na passagem de Brennero, na fronteira com a Itália, para limitar a entrada de imigrantes vindos do país. O chefe da polícia local, Helmut Tomac, explicou, em entrevista à Austria Press Agency (APA), que a barreira de 250 metros irá bloquear uma rodovia. As autoridades austríacas disseram, em diversas oportunidades, que não irão permitir a passagem de um fluxo intenso de imigrantes em busca de asilo vindos da Itália, que tem uma política de portas abertas aos deslocados. Postos de checagem serão estabelecidos na fronteira a partir do final de maio.

A ministra do Interior austríaca, Johanna Mikl-Leitner, disse recentemente que “a Itália não pode contar com o fato de que a passagem de Brennero permaneça aberta se chegar um fluxo anormal de imigrantes”. “Como fizeram os países da rota balcânica, Eslovênia, Croácia e Macedônia, queremos informar também à Itália sobre as medidas que tomaremos se houver um fluxo incontrolável de imigrantes da Itália para a Áustria”, acrescentou.

Leia também:

Refugiados e policiais macedônios entram em choque na fronteira com a Grécia

Refugiados ameaçam se matar se forem expulsos da Grécia

UE pode mudar as regras para candidatos a asilo no bloco

Só em 2015, a Itália foi porta de entrada para mais de 150.000 pessoas que fugiam das guerras, da miséria e de perseguições, especialmente da Síria, mas também de países do norte da África, Afeganistão e Iraque. O país é a segunda maior “porta de entrada de imigrantes” que vêm pelo mar, ficando atrás apenas da Grécia – que recebeu mais de 840.000 pessoas.

(Com ANSA)

Member of The Internet Defense League