Clique e assine com 88% de desconto

Caçadores matam jacaré de 360 quilos em fazenda nos EUA

Animal tinha 4,5 metros de comprimento e estava se alimentando do gado da propriedade

Por Da Redação - 6 abr 2016, 15h23

Dois caçadores capturaram um monstruoso jacaré de mais de 360 quilos que estava se alimentando do gado em sua propriedade, na Flórida, Estados Unidos. Lee Lightsey, que é dono do negócio de caça Outwest Farms na cidade de Okeechobee e caçador há 18 anos, deu de cara com o animal de 4,5 metros em uma lagoa no último fim de semana, quando saiu com seu guia para caçar jacarés.

“O jacaré é enorme, mas não me surpreende que apareça por aqui. Encontramos muitos outros nos últimos 20 anos que eram só um pouco menores”, contou Lightsey à emissora BBC News. “O que realmente chamou nossa atenção foi o fato de que ele estava se alimentando do gado da minha fazenda, porque partes mutiladas do corpo dos animais foram encontradas na água. Ele era um monstro e precisávamos tirá-lo daqui.”

Leia também:

Australiano encontra lagarto de 1,5m na parede de casa

Continua após a publicidade

Vídeo de guarda-florestal auxiliando caçadores ilegais causa indignação na Argentina

Elefante selvagem semeia pânico na China com três ataques em quatro dias

O guia que acompanhava a caça, Blake Godwin, contou a uma afiliada da emissora Fox News que quando encontrou o jacaré ele estava a apenas 6 metros de distância, na superfície do lago, e que logo em seguida Lightsey disparou contra ele. O animal era tão grande que os caçadores tiveram de usar um trator da fazenda para tirá-lo de dentro da água.

A empresa de Lightsey organiza caçadas de crocodilos, javalis e perus na sua propriedade, que é destinada a essa prática. Até então, o maior jacaré já caçado por eles tinha no máximo 4 metros de comprimento. Ele costuma cobrar entre 4.500 e 10.000 dólares (16.400 e 36.500 reais) para matar os animais. Os jacarés são, em geral, mortos com uma espingarda potente. “Mas sempre procuramos matá-los com o mínimo de sofrimento, sem deixar que eles fiquem feridos antes de morrer”, afirmou Lee.

Continua após a publicidade

Depois da caçada de domingo, os dois homens postaram uma foto do jacaré no Facebook, dizendo que era “o maior jacaré que já mataram”. A publicação chamou a atenção e recebeu críticas pela morte da espécie de jacaré. Logo foi apagada.

(Da redação)

Publicidade