Clique e assine com 88% de desconto

Britânicos prestam homenagem a William Shakespeare

Na data que marca os 400 anos da morte do dramaturgo inglês, diversos eventos contam com a participação de artistas como Ian McKellen e Helen Mirren

Por Da Redação - 23 abr 2016, 14h39

Diversos eventos estão acontecendo na Inglaterra, neste sábado, para recordar o 400° aniversário de morte do dramaturgo inglês William Shakespeare. A cidade natal do bardo, Stratford-upon-Avon, é o principal cenário dos tributos. As homenagens incluem desfiles e encenações das peças de Shakespeare em locais públicos e a instalação de telões em Londres para exibição de um filme de dez minutos sobre as principais obras do artista.

O ator britânico Sir Ian McKellen, intérprete de Gandalf na saga O Senhor dos Anéis, participará de um espetáculo batizado de Shakespeare Live! ao lado de artistas britânicos como Judi Dench, Helen Mirren, Benedict Cumberbatch e Joseph Fiennes.

“Qualquer dramaturgo, escritor, espectador de Shakespeare dirá que é ele o mais incrível dos dramaturgos”, disse McKellen durante o lançamento de um aplicativo que permite ler e ouvir as obras de Shakespeare. Ao todo serão 37 aplicativos desenvolvidos, cada um deles dedicado a uma obra do dramaturgo. A primeira delas será A Tempestade – acredita-se que esta foi a última peça escrita por Shakespeare.

Em Londres, às margens do rio Tâmisa, no Teatro Globe, o presidente americano Barack Obama, que estava visitando a capital, assistiu a uma apresentação encenada exclusivamente para ele. O teatro circular, a céu aberto, é uma réplica do local onde as peças do dramaturgo eram encenadas quando Shakespeare ainda era vivo e que foi destruído por um incêndio, em 1613.

Continua após a publicidade

Durante as festividades, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, descreveu Shakespeare como o maior escritor da história. “O gênio de Shakespeare cativou e mudou o mundo”, afirmou.

William Shakespeare morreu em 23 de abril de 1616 aos 52 anos em Stratford-upon-Avon. Shakespeare escreveu peças como Romeu e Julieta, Hamlet e Macbeth, obras que fazem parte do patrimônio cultural mundial.

LEIA TAMBÉM:

Pesquisa sugere que Shakespeare fumava maconha

Continua após a publicidade

Shakespeare, para além do mito

(Da redação, com agência France-Presse)

Publicidade