Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Baixaria: Trump exalta tamanho de seu pênis no debate

Os senadores Ted Cruz e Marco Rubio partiram para o ataque contra o magnata. O ex-governador John Kasich foi o único pré-candidato que evitou os ataques pessoais

O último debate dos pré-candidatos republicanos descambou para a baixaria na noite desta quinta-feira, com Donald Trump exaltando o tamanho de seu pênis. O magnata favorito à indicação republicana se dirigiu ao senador Marco Rubio, que no final de semana passada fez insinuações sobre a genitália de Trump, para garantir que não tem nada errado com seu pênis. “Vocês sabem o que dizem sobre as pessoas de mãos pequenas, não é?”, questionou Rubio – nos Estados unidos há uma crença popular que relaciona o tamanho das mãos com o da genitália masculina.

“Ele atacou as minhas mãos”, disse Trump durante o debate em Detroit. “Olhem as minhas mãos. São mãos pequenas?! Ele fala das minhas mãos para dar a entender que se elas são pequenas, outra coisa também é, mas posso lhes garantir que não há qualquer problema aqui”, disse Trump, fazendo gestos para mostrar o tamanho de suas mãos. No mesmo dia em que o ex-candidato republicano à Presidência dos EUA, Mitt Romney, investiu duramente contra Trump, os rivais deste na corrida presidencial, Ted Cruz e Rubio, seguiram essa mesma linha e partiram para o ataque.

Leia também

Mitt Romney: Trump é um impostor misógino e desonesto

EUA: com resultados da Super Terça, Google registra boom de buscas por ‘como mudar para o Canadá’

Republicano Ben Carson sinaliza que vai abandonar disputa

Como é habitual, Trump respondeu de forma ríspida aos ataques dos dois senadores, o que produziu momentos de autêntica agressividade, que só foram interrompidos pelas intervenções do quarto candidato em disputa, o governador de Ohio, John Kasich, que evitou os ataques pessoais contra os outros candidatos. “Dois terços dos eleitores disseram que não querem você”, disse o senador pela Flórida Marco Rubio a Trump logo no início do debate, para em seguida acusá-lo de não ter valores suficientemente conservadores.

Rubio foi acompanhado pelo senador pelo Texas Ted Cruz, que acusou Trump de ter sido, durante 40 anos, “parte da corrupção de Washington e alguém que usou o poder do governo para benefícios privados”. Trump se defendeu dessas acusações lembrando que, “até pouco tempo”, não era um político, mas um homem de negócios e que, como tal, buscava “o melhor para sua empresa, para seus funcionários e para sua família”, o que o levou a apoiar políticos de ambos os partidos.

Putin – “Você expressou admiração por Vladimir Putin. Você ainda tem que responder a uma única pergunta sobre política externa”, alfinetou Rubio, criticando as propostas de Trump para a diplomacia americana. O único candidato que não entrou diretamente em acuações pessoais foi Kasich, que mencionou que, segundo as pesquisas, ganharia de Hillary Clinton “por uma margem maior que qualquer outro candidato”.

O debate desta quinta foi o 11º entre os pré-candidatos republicanos, e foi organizado e televisionado pela emissora Fox News, em Detroit, no Estado de Michigan.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League