Clique e assine com 88% de desconto

Avião que desapareceu em 1964 é descoberto na Argentina

Seca no Lago Colhué Huapi, na Patagônia, revelou partes de destroços da aeronave

Por Da Redação - 8 abr 2016, 16h12

Moradores da cidade de Sarmiento, na província de Chubut, na Patagônia argentina, encontraram um avião que sofreu um acidente e estava desaparecido desde 1964. Destroços da aeronave foram descobertos no Lago Colhué Huapi, depois da evaporação de suas águas, confirmou nesta sexta-feira um membro da equipe do Aeroclub de Sarmiento, que trabalha para desenterrar o avião.

Em 19 de outubro de 1964, o Piper Apache Twin Engine caiu no lago com seus quatro ocupantes: o piloto, dois engenheiros e o então chefe de Engenharia da Pan American Energy Argentina, Miguel Sánchez Navarro. Os corpos foram achados pouco tempo depois, mas o paradeiro da aeronave permaneceu um mistério até agora.

Leia também:

Seca no México revela ruínas de igreja do século XVI

Continua após a publicidade

Sumiço do MH370 faz 2 anos com muitas perguntas e poucas respostas

A evaporação das águas do Colhué Huapi nos últimos anos permitiu que, há poucos dias, Omar Oporto, funcionário de um hotel na região, visse “algo que poderia ser parte” do avião, explicou Julián Bochatey, do Aeroclub de Sarmiento. “Era uma história famosa, porque os corpos dos quatro tripulantes apareceram e a aeronave não”, disse.

O lago, que ocupava uma superfície de 800 quilômetros quadrados, secou quase totalmente devido às secas dos últimos anos. Embora sempre tenha tido pouca profundidade, as águas eram suficientes para manter o Piper Apache Twin Engine escondido até que recentemente surgiu na superfície uma pequena parte da asa direita.

“Os restos da cabine e dos instrumentos estão bastante destruídos”, contou Bochatey, ressaltando que as asas e os motores estão em bom estado, mas que ainda falta muito para conseguir trazer tudo à superfície.

Continua após a publicidade

(Com EFE)

Publicidade