Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Velejador alemão é internado com infecção após evento-teste no Rio

Erik Heil culpou a poluição da Baía de Guanabara e teve que passar por cirurgia. Ao menos dois casos semelhantes já ocorreram recentemente.

A poluição na Baía de Guanabara, no Rio, pode ter feito mais uma vítima. O velejador alemão Erik Heil, medalhista de bronze na classe 49er do evento-teste dos Jogos Olímpicos de 2016 da vela sediado no local, foi internado em um Hospital de Berlim, na Alemanha, por causa de uma inflamação nas pernas e no quadril. Segundo os médicos que cuidaram do atleta, o caso se trata de uma infecção causada por bactérias e aguardam os resultados para definir se a água da Baía causou o problema.

Leia também:

Velejador sul-coreano é internado e culpa poluição da Baía de Guanabara

Rio-2016: remadores dos EUA ficam doentes em evento-teste; equipe evita culpar água

Rio-2016: atletas podem contrair doenças nas águas olímpicas, diz estudo

Rio-2016: Comitê garante risco zero nas águas do Rio e descarta Búzios

Por conta das inflamações, Heil foi submetido a cirurgia para removê-las, sendo quatro delas na perna e uma no quadril, todas “muito dolorosas e sem anestesia”, de acordo com informações do site Sail-World. Para se recuperar, o alemão está tomando antibióticos, além de estar afastado de qualquer tipo de treinamento. Ele alegou ter desenvolvido uma das inflamações durante a regata, enquanto as restantes apareceram quando o velejador estava em seu país natal.

“Nunca tive problemas com infecções nas pernas. Acho que isso é resultado do contato com aquela água. O esgoto do hospital da cidade vai direto para a Marina da Glória. Só espero que eu não tenha pegado uma dessas bactéria que podem acabar com você”, desabafou Heil ao site.

Antecedentes – No fim de julho, a agência Associated Press divulgou um estudo que revelou alta presença de vírus conhecidos por causar doenças estomacais, respiratórias e outras, incluindo diarreia aguda e vômitos, nas águas da Baía de Guanabara, Lagoa Rodrigo de Freitas e na praia de Copacabana. Semanas depois, remadores dos Estados Unidos ficaram doentes depois de competir na Lagoa Rodrigo de Freitas em um evento-teste da Rio-2016. Eles, no entanto, evitaram apontar a poluição como culpada.

Na semana passada, outra denúncia foi registrada: o velejador sul-coreano Wonwoo Cho foi internado no Rio com febre, vômitos, calafrios e desidratação. Segundo seu treinador, Danny Ok, o atleta de windsurf também ficou doente por causa da poluição das águas da Baía de Guanabara.

A condição da água da Baía de Guanabara é um dos pontos de maior fragilidade da Olimpíada do Rio. Recentemente, o governador Luiz Fernando Pezão admitiu que não será cumprida a meta de tratar 80% do esgoto despejado no local. Perto da Marina da Glória, onde os atletas partem para o mar, inclusive, há despejo de esgoto sem tratamento, mas os organizadores garantem que nas áreas de competição a qualidade da água é própria para banho.

(com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League